22 de janeiro de 2011

PÉROLAS





Pérolas







e a concha

se abriu: e no seu interior

o extasiado desejo



um talho na pele

e goteja o amor



a seiva escorrida

é feito um vinho excitante

que a se deliciar na boca – se enlouquece



poemas alados:

alinham-se nos vales

e enaltecem-se



e sobrevivem

as tempestades





©by Albert Araújo

22-01-11



Post também site oficial:






Nenhum comentário:

Postar um comentário