28 de janeiro de 2011

AMOR NO CORAÇÃO






Amor no coração




no amor:

o desejo de ser flor-fértil



desnudar o desfiladeiro

e atar os meus atos

na unha do tempo



farol

aceso na própria

mão



versos e anversos

da canção



inicio, meio e fim

e tão totalmente amor

espalhado no coração



a tua presença

enche todo o esplendor

do sol – e contento-me

ver o teu voo imprevisível

na minha constelação









©by Albert Araújo

28-01-11

post também no site oficial:


                                                                    




  


Um comentário:

  1. Alberto!

    Belos versos, profundos e intensos. Também gosto muito do teu poemar, inteligente e sensível.
    Muito bom mesmo, parabéns!

    Grande abraço,

    Nando

    ResponderExcluir