28 de dezembro de 2011

ARDENTE SOL





Ardente sol






Por muitos e muitos anos
o sol viverá entre nós
ainda que o menino pegue a ave

forma dócil e livre
é a de viver a vida
palavra canto


Assim o delirante verbo
escutará a voz do poeta

qual desconhecendo
que os passarinhos são livres
obriga-o
fazer o relato da origem do sol
sem saber
poeta não será poeta
tampouco escritor
já que as palavras
têm seu verdadeiro autor; DEUS


©by Alberto Araújo
28-12-11


visite-me em outros blogs/sites








3 de dezembro de 2011

O BARCO E O CAIS



O barco e o cais







O barco e o cais:

vela ao vento

sonhos verdadeiros

e uma identidade a navegar

todos os espaços consumidos

todos os blocos compactados

e um mundo inteiro



as coisas se rompem vontades

e se geometrizam limites

corais, peixes, cavalos marinhos

e algo mais...





há luzes

neste despido fragmento

de verão



há perfumes

neste mar de saudades



ecoam passos pela cidade

ecoam sentimentos na beira

do cais




©by Alberto Araújo 
03-12-11