31 de maio de 2018

SACRAMENTO DA COMUNHÃO - DIÁCONO NELSINHO CORREA & ANA LÚCIA EM CELEBRAÇÃO AO CORPUS CHRISTI.

 
 
 
(CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO)
 

 
OU CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE
 
 
 
 
 
 
 
Sacramento da Comunhão
Composição: Nelsinho Corrêa
 

Senhor, quando te vejo
no sacramento da comunhão
Sinto o céu se abrir e uma luz a me atingir
Esfriando minha cabeça
e esquentando meu coração
 
Senhor, graças e louvores
sejam dadas a todo momento
Quero te louvar na dor,
na alegria e no sofrimento
E se em meio à tribulação, e
u me esquecer de ti
Ilumina minhas trevas com Tua luz
Jesus, fonte de misericórdia
que jorra do templo

Jesus, o Filho da Rainha
Jesus, rosto divino do homem
Jesus, rosto humano de Deus
Chego muitas vezes em Tua casa,
meu Senhor
Triste, abatido,
precisando de amor
Mas depois da comunhão
Tua casa é meu coração
Então sinto o céu dentro de mim
Não comungo porque mereço,
isso eu sei, oh meu Senhor
Comungo pois preciso de ti
Quando faltei à missa, eu fugia de mim e de Ti
Mas agora eu voltei, por favor aceita-me
Jesus, fonte de misericórdia que jorra do templo
Jesus, o Filho da Rainha
Jesus, rosto divino do homem
Jesus, rosto humano de Deus
 
 
 

 
 
 
O CORPUS CHRISTI É UM FERIADO FACULTATIVO COMEMORADO PELA RELIGIÃO CATÓLICA.
 
 
Esta data é celebrada anualmente, 60 dias depois da Páscoa, sempre na quinta-feira seguinte ao Domingo da Santíssima Trindade (domingo seguinte ao Domingo de Pentecostes), normalmente com procissões em vias públicas.
Corpus Christi em 2018
O feriado facultativo de Corpus Christi em 2018 será no dia 31 de maio, uma quinta-feira. Vale lembrar que, mesmo sendo celebrado em quase todas as localidades brasileiras, o Corpus Christi não é oficialmente um feriado nacional.
Em 2018, todas as capitais brasileiras deverão aderir ao feriado de Corpus Christi. Órgãos municipais ou estaduais não terão expediente neste dia, nas localidades onde é decretado feriado. O comércio abre em algumas cidades, no entanto em horário diferenciado.
Corpus Christi é Feriado Facultativo
O Corpus Christi no Brasil é um feriado facultativo e pode ser municipal. Isso significa que cada município deve estabelecer, através de decreto, se naquele ano o Corpus Christi será ou não feriado.
Grande parte dos governos municipais e estaduais também decretam ponto facultativo na sexta-feira que sucede o feriado de Corpus Christi.
Significado de Corpus Christi
 
Corpus Christi é uma expressão do latim que significa “Corpo de Cristo”.
O evento é considerado uma das festas mais importantes para a Igreja Católica, pois celebra o mistério da eucaristia, ou seja, o sacramento do sangue e corpo de Jesus Cristo.
Origem do Corpus Christi
A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo começou no século XIII, mais precisamente em 1269. A Igreja Católica viu a necessidade das pessoas sentirem a presença real de Cristo.
De acordo com a história, existia um sacerdote chamado Pedro de Praga que vivia angustiado por dúvidas sobre a presença de Cristo na Eucaristia. Decidiu então ir em peregrinação ao túmulo dos apóstolos Pedro e Paulo em Roma, para pedir o dom da fé.
Ao passar por Bolsena, na Itália, enquanto celebrava a Santa Missa, foi novamente acometido pela dúvida. Na hora da Consagração veio-lhe a resposta em forma de milagre: a hóstia branca transformou-se em carne viva.
O Papa Urbano IV pediu para que os objetos fossem levados para Oviedo em uma grande procissão, e foi nesse momento que a festa de Corpus Christi foi decretada.
Comemorações no Brasil
A celebração de Corpus Christi é marcada por procissões em diversos estados brasileiros. A procissão é feita nas ruas, onde as pessoas podem testemunhar e adorar a representação do Corpo e Sangue de Cristo.
Existem diversas cidades com procissões tradicionais, como em Pirenópolis, no estado de Goiás, que possui a tradição dos tapetes de serragem colorida e flores do cerrado.
Na cidade de Castelo, no Espírito Santo, as ruas também são decoradas com enormes tapetes coloridos, assim como em alguns municípios de São Paulo, Minas Gerais e outros estados do Brasil.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

27 de maio de 2018

DESTAQUE DO DIA: UMA LUZ SOBRE O SOFRIMENTO HUMANO - TEXTO DO ESCRITOR E PROFESSOR LUIZ ROCHA NETO.

 
 
 
 

 

UMA LUZ SOBRE O SOFRIMENTO HUMANO
 
     No Século XIX, os veleiros procuravam se afastar da Ilha de Molokai, no Havai, tida como maldita. No Século XX os Católicos, quando passam por ela fazem uma oração de júbilo.  Qual a razão de tão genial mudança?
     Seguindo os ditames de saúde da época, o Rei do Havai resolveu concentrar em Molokai os hansenianos.  O arquipélago do Havai era antes saudável, mas com a visita de estrangeiros passou a padecer de muitos males.  Entre eles o mal que a própria Bíblia chora pelos que o levam, aconselhando a esses infelizes que gritem "Somos Impuros" aos que se aproximam.
     A Bondade chegou ao Havai em 1863, na pessoa de Josef de Veuster, que se ordenaria como Padre Damião, da Ordem dos Sagrados Corações.  O jovem Belga, estudante em Louvain, assistira uma palestra de um Bispo, enfatizando a necessidade de um padre entre os leprosos de Molokai.  E o futuro São Damião compreendeu que ele era o escolhido por Deus.
 
 
 
     A missão de Damião em Molokai transcendia em muito a função religiosa. Ele se empenhava em auxiliar as famílias dos leprosos em trabalhos de construção, dava assistência psicológica aos inconformados, partilhava sofrimentos e alegrias. Sua bondade chegou ao conhecimento do Rei Kalakaua, que chegou a visitar a ilha e condecorar Damião.
 
 
 
 

 
 
 
     No Brasil também a lei determinava o isolamento: No antigo Estado do Rio de Janeiro ele era feito na Colônia Tavares de Macedo, em Venda das Pedras.  Quando alguém pensa passar por uma provação, deve peregrinar até lá.  Na hora da tocante "A Paz de Cristo" pode ser que o seu irmão ou irmã em Cristo não tenha as mãos.  A missão Católica de Venda das Pedras foi durante muito tempo realizada pelo genial Frei Daniel, Franciscano nascido na Polônia, contemporâneo o Padre Woytila.  Já como Papa, foi João Paulo II que beatificou Damião, de quem Daniel era devoto.
     Damião em tudo era iluminado: Desde os eloquentes sermões na língua Kanako até no extenuante trabalho de construir caixões e cavar sepulturas.  Dava graças da Deus quando se sentia cansado, desempenhando a nobre função de Apóstolo dos Leprosos.  A terrível doença também tomou a saúde de Damião, mas nem de longe conseguiu apagar o seu entusiasmo solidário, até que entregou sua alma a Deus, em 1889.
     A capela que Damião construiu, com a ajuda dos leprosos de Molokai é hoje um lugar de peregrinação. Quando a obra da singela, e muito bonita capela estava pronta, ele costumava dizer aos seus paroquianos: "Vocês construíram uma linda igreja na nossa ilha, mas é muito importante que façam uma igreja dentro dos seus corações.
     E não é essa uma mensagem para todos nós?

Luiz Rocha Neto
escritor e professor
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
UM POUCO SOBRE LUIZ ROCHA-NETO
 
 
 
 



 
 
 
Luiz Rocha Neto é Graduado em Economia na Universidade Federal Fluminense. Mestrado em Urban and Regional Planning na Wisconsin University, e Doutorado em Engenharia de Produção Na COPPE - UFRJ.
Foi Reitor da UNIPAM - Universidade Pan Amazônica - do Pacto Amazônico. É Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, continuando a participar da equipe do GETEMA/APIT/COPPE (Grupo de Estudos Tecnologia & Espaço & Meio Ambiente).
Seguiu cursos na Rutgers University, Sorbonne, e universidades brasileiras. Teve um "fellowship" do Institute of Social Studies, na Haia, e outro "fellowship" no Latin American Institute da Universidade de Rutgers.
 
É diplomado pela Escola Superior de Guerra. Ofereceu seminários no Instituto de Tecnologia do Bangladesh, na Universidade de Macau, China, e na Universidade de Tenri, no Japão. Foi Chefe de Departamento da FGV, Vice-Diretor do CENDEC do Ministério do Planejamento, e Diretor do Instituto de Ciências da Terra da SNA.
 
Atuou como técnico de organismos internacionais e representou o Brasil em congressos. Tem experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, com ênfase em Técnicas de Análise e Avaliação Urbana e Regional, atuando também nas "interfaces" desta área com o Planejamento Ambiental. Interessa-se pelo estudo de Planejamento Urbano. Tem vários livros publicados, em assuntos diversos.
 
 
 
Entre tantos, escreveu "Algumas crônicas de amor e dois contos desesperados" - publicação da EDUFF - uma alusão ao "Veinte poemas de amor y uma canción desesperada", de Neruda. Rocha Neto conheceu Neruda em uma palestra na Universidade Federal Fluminense. Mais tarde, como estudante, viveu em Paris quando o Premio Nobel era Embaixador do Chile.
 
Rocha Neto é Comendador da Ordem de São Damião.
 
 
 
 
LIVROS DE LUIZ ROCHA NETO
 
 
 
 


 
 

REVISTA QUE LUIZ ROCHA
ASSINA UMA COLUNA



 
 
 
 
 
 
 
Texto também publicado na
Revista Nossos Passos
Abril 2018/página 8.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Informações enviadas à nossa redação,
pelo homenageado.
 

DEZ ESTÁTUAS MUNDIALMENTE, FAMOSAS E OS MISTÉRIOS POR TRÁS DELAS.

 
DEZ ESTÁTUAS MUNDIALMENTE, FAMOSAS
E OS MISTÉRIOS POR TRÁS DELAS. 
 
 
 
 
 
 
A PEQUENA SEREIA
 
 

A estátua da Pequena Sereia em Copenhague, na Dinamarca, é uma das mais famosas do mundo, mas também é um ímã para vândalos. Ela foi quebrada e serrada em pedaços mais de uma vez, deixando ‘cicatrizes’ em volta do pescoço, indicando que a cabeça dela deve ser substituída. Depois de uma série de incidentes de vandalismo ao longo de mais de 40 anos, as autoridades da cidade fizeram com que a Pequena Sereia se mudasse para o porto, a fim de evitar que mais vandalismo e turistas tentassem subir por ela.

 
 
DAVI - MICHELANGELO
 
 
Embora a estátua de Davi, feita por Michelangelo, seja frequentemente, considerada retrato da beleza masculina perfeita, um professor da Universidade de Stanford, que examinou Davi com a tecnologia de computação a laser, afirmou que a imagem é vesga. Outra possibilidade é que o ‘defeito’ de Davi tenha sido feito de propósito por Michelangelo, para que ele parecesse impecável quando visto de ambos os lados.
 
 
 
AUGUSTO DE PRIMA PORTA
 


 
 

 

Augusto de Prima Porta é uma estátua do imperador romano Augusto Cesar que foi descoberta em 20 de abril de 1863 na Villa de Augusto, Prima Porta, Roma. Atualmente, está a mostra no Braccio Nuovo nos Museus Vaticanos.
 
O fato de as estátuas romanas terem sido elaboradamente, coloridas só foi descoberto recentemente, graças a vários estudos que investigaram o assunto. Acontece que muitas delas foram pintadas em cores brilhantes que se apagaram ao longo dos séculos, até desaparecerem completamente.
 
 
HELIOGÁBALO - IMPERADOR ROMANO

 
 

Heliogábalo foi imperador de 218 a 222. Com um comportamento para lá de excêntrico, castrou-se publicamente, em nome de um culto religioso.
Em outro momento, tentou impor aos romanos a adoração de um deus estrangeiro. O povo também acreditava que Heliogábalo era travesti, crença reforçada por seu costume de indicar para altos cargos rapazes que se destacavam só pela beleza.

 
 
 
MOISÉS COM CHIFRES
 

 
 
Michelangelo fez uma escultura de Moisés com um par de chifres. Muitos historiadores da arte acreditam que essa estátua em particular surgiu graças a uma má interpretação da Bíblia. O Livro do Êxodo afirma que os judeus tiveram dificuldade em olhar para o rosto de Moisés quando ele desceu do Monte Sinai com os Dez Mandamentos nas mãos. No entanto, a palavra hebraica usada na passagem da Bíblia em questão pode ser traduzida tanto como “esplendor” e “chifres”, mas é bastante óbvio que Moisés irradiava luz neste contexto.

 

O BEIJO DA MORTE

 

O cemitério de Poblenou, em Barcelona, é o lar de uma estátua misteriosa, cujo criador permanece desconhecido até hoje. Acredita-se que tenha sido feito por Jaume Barba, mas outros contestam essa afirmação e acham que ela foi feita por Joan Fonbernat.
Está situado em um dos cantos mais distantes do cemitério e se tornou a inspiração para o filme de Ingmar Bergman, O Sétimo Selo, que trata do Cavaleiro e da Morte.

 
 
O BEIJO
 

 
Esta escultura, que é conhecida como O Beijo, foi uma vez chamada Francesca da Rimini, após uma nobre italiana do século XIII ter se apaixonado pelo irmão mais novo de seu marido. A nobre e seu amante foram descobertos pelo marido enquanto liam a história de Lancelot e Guinevere, que prontamente os assassinou. O amante é representado segurando um livro em sua mão na escultura, e seus lábios não tocam a nobre, insinuando que eles morreram antes de cometer um "pecado" juntos.

 
 
 
VÊNUS DE MILOS

 

Uma das esculturas mais conhecidas do Louvre foi descoberta por um camponês na ilha grega de Milos, na década de 1820. Infelizmente, Vênus foi realmente, dividida em duas partes quando foi encontrada. Ela segurava uma maçã na mão esquerda e segurava o vestido com a mão direita. Seu valor histórico foi reconhecido por oficiais navais franceses, então ela foi prontamente, requisitada em um navio quando uma briga começou e ela foi jogada longe, um acidente que resultou em ambos os braços sendo quebrados.
 
VITÓRIA DE SAMOTRÁCIA
 
 

Esta majestosa estátua foi descoberta na ilha grega de Samotrácia, em 1863. Ela foi descoberta pelo cônsul francês e arqueólogo amador, Charles Champoiseau. Formada em mármore pariano dourado, acreditava-se que Vitória teria sido feita no século 2 a.C. para comemorar as vitórias navais da frota grega. Numerosas tentativas foram feitas para recriar a cabeça e os membros que faltavam, mas eles pareciam desvirtuar em vez de aumentar a sua beleza. De fato, suas imperfeições só aumentam sua majestade.

 
 
 
VÉUS DE MÁRMORE

 
 
É incrível pensar que essa escultura foi feita em pedras simples, isso por causa dos véus semitransparentes que cobrem os rostos das figuras. O segredo no trabalho foi usar um bloco de mármore que tem duas camadas separadas, sendo uma mais espessa e uma mais transparente. Embora sejam difíceis de encontrar, essas pedras realmente, existem.
 
O escultor Raffaele Monti trabalhou o mármore e preservou a textura normal da superfície, enquanto esculpia as bordas que separam a camada espessa das mais transparentes. Isto é o que faz os véus parecerem transparentes.
 
 
 
 
 
UMA INSPIRAÇÃO DE TUDO POR E-MAIL
 
 
 
 
 
 
 

22 de maio de 2018

SENHORA, UM DIA DESCESTES. HINO DA CAPELINHA DAS APARIÇÕES EM FÁTIMA - PORTUGAL.

 
(CLICAR NA IMAGEM DE
NOSSA SENHORA PARA OUVIR O HINO)
 

 
OU CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE
 
 
 
 
 
 
SENHORA, UM DIA DESCESTES
 
Senhora, um dia descestes
Á terra que em vós confia:
Descestes à Serra de Aire,
Em plena Cova da Iria.
 
Salvé Regina! Salvé Regina!
Obra pro nobis, Maria! (bis)
 
Nas mãos trazíeis o terço,
Que pende da vossa imagem:
Na fronte uma estrela de ouro,
Nos lábios doce mensagem.
 
Falando a três pastorinhos
De cima de uma azinheira
Pregastes a penitência
Aos povos da terra inteira.
 
Pediste que nos uníssemos
Em oração e concórdia,
Com pena dos pecadores,
Ó Mãe de misericórdia.
 
Olhai ó Virgem do Céu
O mundo que pede luz.
Bendita sejais, Senhora!
Bendito seja Jesus.