20 de novembro de 2017

I ENCONTRO MULHERIO DAS LETRAS EUROPA – PARIS (FRANÇA).

ARTE ILUSTRATIVA DO FOCUS PORTAL CULTURAL
(CLICAR NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA)
 

 

I ENCONTRO MULHERIO DAS LETRAS EUROPA – PARIS (FRANÇA)
 
 
O Mulherio das Letras Europa se reúne, pela primeira vez, em Paris, neste 25 de novembro de 2017, às 15 horas, para um “Café com letras em Paris”, no Institut Culturel Franco-Brésilien Alter'Brasilis (2 Rue de Turenne, 75004 Paris),  para um  café pluricultural. Haverá apresentação de livros, leituras de textos  e uma  conferência  de  Else R.P. Vieira,  professora  de Estudos Brasileiros e Latino-Americanos Comparados da Universidade de Londres (Queen Mary College), sobre "Escritoras brasileiras no exterior”. O movimento, parte do Mulherio das Letras, impulsionado por Maria Valéria Rezende,  reune mais de 250 autoras  numa página Facebook e conta com escritoras de vários pontos da Europa.
 
Escritoras inscritas para o Sarau literário:
 
·       Ivna Chedier Maluly Garach (Lyon, França) – autora/tradutora infantil: Cadê seu peito, mamãe?, Gabriel e a Fraldinha, Maria Luiza e a Banheirinha e O samba faz 100 anos (projeto do Conselho de Cidadania de Bruxelas e do Luxemburgo);
·    Eliana Bueno-Ribeiro (Paris, França) – autora/tradutora/pesquisadora: Contos de Perrault,  Tonico Pereira, uma autobiografia não autorizada, Santo Antonio;
·        Fátima Nascimento (Munique, Alemanha) - autora infantil:  Minha Baianidade Nagô;
·       Telma Brites Alves (Bornheim-Sechtem, Alemanha) – escritora/romance : Gaia a Roda da Vida;
·        Viviane Fuentes Gillot (Marcoussis, Franca) – redatora/escritora/poeta:  Contos Neuróticos - projeto, coletânea de contos bilíngue, em Português e Francês;
·   Sonia Palma (Nuneaton, Inglaterra) – pesquisadora/poeta/escritora: As Descobertas de Amana nas Matas de Utiariti (projeto de divulgação da língua e cultura brasileira no exterior);
·      Mazé Torquato Chotil (Paris, França) autora / pesquisadora: Lembranças da vila, Lembranças do sitio, Minha aventura na colonização do Oeste, Trabalhadores exilados (1964-1988), Minha Paris Brasileira;
·        Manuella Bezerra de Melo Martins (Braga, Portugal) – jornalista/poeta/escritora: Desanônima.
 

 
 

 
(CONVITE OFICIAL)
 
 



 
 APOIO NA DIVULGAÇÃO
 
 





 
 
 
 

19 de novembro de 2017

LEITURA DOMINICAL 33º DOMINGO COMUM - 19 DE NOVEMBRO DE 2017.

 
 
 
 

33º Domingo do Tempo Comum

19 de Novembro de 2017

Cor: Verde
 
 
 

1ª Leitura - Pr 31,10-13.19-20.30-31

Com habilidade trabalham as suas mãos.

Leitura do Livro dos Provérbios 31,10-13.19-20.30-31
10 Uma mulher forte, quem a encontrará?
Ela vale muito mais do que as jóias.
11 Seu marido confia nela plenamente,
e não terá falta de recursos.
12 Ela lhe dá só alegria e nenhum desgosto,
todos os dias de sua vida.
13 Procura ló e linho,
e com habilidade trabalham as suas mãos.
19 Estende a mão para a roca e seus dedos seguram o fuso.
20 Abre suas mãos ao necessitado
e estende suas mãos ao pobre.
30 O encanto é enganador e a beleza é passageira;
a mulher que teme ao Senhor, essa sim, merece louvor.
31 Proclamem o êxito de suas mãos,
e na praça louvem-na as suas obras!
Palavra do Senhor.
 
 
 
 
 

Salmo - Sl 127,1-2.3.4-5 (R. 1a)

R. Felizes os que temem o Senhor e trilham seus caminhos!

1 Feliz és tu se temes o Senhor*
e trilhas seus caminhos!
2 Do trabalho de tuas mãos hás de viver,*
serás feliz, tudo irá bem! R.

3 A tua esposa é uma videira bem fecunda*
no coração da tua casa;
os teus filhos são rebentos de oliveira*
ao redor de tua mesa. R.

4 Será assim abençoado todo homem*
que teme o Senhor.
5 O Senhor te abençoe de Sião,
cada dia de tua vida;*
para que vejas prosperar Jerusalém. R.
 
 
 
 
 
 
 

2ª Leitura - 1Ts 5,1-6

Que esse dia não vos surpreenda como um ladrão.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses 5,1-6
1 Quanto ao tempo e à hora, meus irmãos,
não há por que vos escrever.
2 Vós mesmos sabeis perfeitamente
que o dia do Senhor virá como ladrão, de noite.
3 Quando as pessoas disserem: 'Paz e segurança!',
então de repente sobrevirá a destruição,
como as dores de parto sobre a mulher grávida.
E não poderão escapar.
4 Mas vós, meus irmãos, não estais nas trevas, de modo
que esse dia vos surpreenda como um ladrão.
5 Todos vós sois filhos da luz e filhos do dia.
Não somos da noite, nem das trevas.
6 Portanto, não durmamos, como os outros,
mas sejamos vigilantes e sóbrios.
Palavra do Senhor.

Evangelho - Mt 25,14-30

Como foste fiel na administração de tão
pouco, vem participar de minha alegria.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 25,14-30
Naquele tempo,
Jesus contou esta parábola a seus discípulos:
14 Um homem ia viajar para o estrangeiro.
Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens.
15 A um deu cinco talentos,
a outro deu dois e ao terceiro, um;
a cada qual de acordo com a sua capacidade.
Em seguida viajou.
16 O empregado que havia recebido cinco talentos 
saiu logo,
trabalhou com eles, e lucrou outros cinco.
17 Do mesmo modo, o que havia recebido dois
lucrou outros dois.
18 Mas aquele que havia recebido um só,
saiu, cavou um buraco na terra,
e escondeu o dinheiro do seu patrão.
19 Depois de muito tempo, o patrão voltou
e foi acertar contas com os empregados.
20 O empregado que havia recebido cinco talentos
entregou-lhe mais cinco, dizendo:
`Senhor, tu me entregaste cinco talentos.
Aqui estão mais cinco que lucrei'.
21 O patrão lhe disse: `Muito bem, servo bom e fiel!
como foste fiel na administração de tão pouco,
eu te confiarei muito mais.
Vem participar da minha alegria!'
22 Chegou também o que havia recebido dois talentos,
e disse:
`Senhor, tu me entregaste dois talentos.
Aqui estão mais dois que lucrei'.
23 O patrão lhe disse: `Muito bem, servo bom e fiel!
Como foste fiel na administração de tão pouco,
eu te confiarei muito mais.
Vem participar da minha alegria!'
24 Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento,
e disse: `Senhor, sei que és um homem severo,
pois colhes onde não plantaste
e ceifas onde não semeaste.
25 Por isso fiquei com medo
e escondi o teu talento no chão.
Aqui tens o que te pertence'.
26 O patrão lhe respondeu: `Servo mau e preguiçoso!
Tu sabias que eu colho onde não plantei
e que ceifo onde não semeei?
27 Então devias ter depositado meu dinheiro no banco,
para que, ao voltar,
eu recebesse com juros o que me pertence.'
28 Em seguida, o patrão ordenou:
`Tirai dele o talento e dai-o àquele que tem dez!
29 Porque a todo aquele que tem
será dado mais, e terá em abundância,
mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado.
30 Quanto a este servo inútil,
jogai-o lá fora, na escuridão.
Ali haverá choro e ranger de dentes!'
Palavra da Salvação.

Leituras Facultativas


Evangelho - Mt 25,14-15.19-21

Como foste fiel na administração de tão
pouco, vem participar da minha alegria.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 25,14-15.19-21
Naquele tempo,
Jesus contou esta parábola a seus discípulos:
14 Um homem ia viajar para o estrangeiro.
Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens.
15 A um deu cinco talentos,
a outro deu dois e ao terceiro, um;
a cada qual de acordo com a sua capacidade.
Em seguida viajou.
19 Depois de muito tempo, o patrão voltou
e foi acertar contas com os empregados.
20 O empregado que havia recebido cinco talentos
entregou-lhe mais cinco, dizendo:
`Senhor, tu me entregaste cinco talentos.
Aqui estão mais cinco que lucrei'.
21 O patrão lhe disse:
`Muito bem, servo bom e fiel!
como foste fiel na administração de tão pouco,
eu te confiarei muito mais.
Vem participar da minha alegria!'
Palavra da Salvação.




Fonte: CNBB 

17 de novembro de 2017

HOMENAGEM DE ALBERTO ARAÚJO A MARIA VICENÇA DE ARAÚJO.

 
 
HOMENAGEM DE ALBERTO ARAÚJO
A MARIA VICENÇA DE ARAÚJO
(IN MEMORIAM)
(CLICAR NA IMAGEMPARA ASSISTIR AO FILME)
 

 
 
 
OU CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE

https://www.youtube.com/watch?v=BXYx9hOOX74 

 
 
Homenagem de hoje é para Maria Vicença de Araújo (In Memoriam), duas poesias dedicatórias: Maria, nome de Santa e Desejo de Mãe da autoria de Alberto Araújo. (Assista ao filme).
 
 
 
 
 

 

 
MARIA, NOME DE SANTA...
  
Maria, esse nome é de santa...
Maria... Réstia de essências que perfuma
O jardim do voo eterno.
Senhora em castelo de estrelas cadentes,
Maria... Campo minado de inumeráveis
brisas febris
E de afetos aveludados.
 
Três cores enfeitam o caminho de Maria:
O sorriso
A simplicidade
A paz
 
Maria foi-se embora...
Está no paraíso,
O lugar certo de mulher santa.
 
Maria Vicença de Araújo
16-11-34 / 28-04-13
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DESEJO DE MÃE
a Maria Vicença de Araújo.
 
MÃE,
Consente precisamente que o meu espelho
revele a face refletida que em ti clareia.
Para todos conheçam a tua ternura
entendam como o teu afeto é maravilhoso.
E percebam que teu AMOR é grandioso,
Qual um oceano navegável em plena maré cheia.
 
MÃE,
Ouvi estrelas, quando me falaste
da beleza das flores, do canto dos pássaros,
das montanhas, da procura da felicidade.
Do beijo, abraço pleno de alacridade.
Da amizade que devemos ter
pelos nossos semelhantes.
Sim! Instante em que desabrocharam de ti
lábios e sorrisos brilhantes.
 
MÃE,
Lembrar-me-ei sempre
de quando disseste comovida:
Com plena segurança incitou-me
a encontrar a própria vida.
Oh! Minha mãe querida,
Quanta força heroica
de querer o melhor para mim...
Segui teus conselhos e ousei-me
aos longínquos pélagos,
espaços sem fim.
 
Mudei de vida, parti...
Queria encontrar o amor valioso.
Busquei-o no mundo:
A sina dos apaixonados.
No Céu: A minha estrela especial.
Na vida:
O que existe de mais precioso.
Além, procurei sempre navegar,
Por via e caminho onde o amor sorri.
Encontrei a minha metade.
Hoje, sinto-me feliz aqui.
 
MÃE! Se tu, do céu, me ouves,
Hoje me lembrei de quando tu sorrias.
Posso dizer-te com plena convicção.
Que à frente da minha transformação
- Fixei as tuas esplendorosas alegrias.
 
By © Alberto Araújo
 
 
Homenagem do blog
Alberto Araújo & Amigos
à minha Mãe Maria Vicença de Araújo
 




 
 COMENTÁRIOS
 
 
 
 
 
 

Amigo Alberto,

Fiquei emocionado ao assistir a bela homenagem que faz à sua mãe que tem  o nome da mãe de Jesus e que completaria  84 anos de feliz  e útil existência. Lembrei-me de minha mãe Angelina que já está junto ao Criador desde 1978, orando e zelando pelos seus entes queridos.
 
Um abraço
do Erthal
 
 
 
**********************


 
 
 
Prezado Alberto,
Saudações fraternas!

Gostei muito das poesias escritas por você em homenagem à sua querida mãe, in memoriam, Sra. Maria Vicença de Araújo.
 
Parabéns pela sensibilidade, pelo ato de reverência, de gratidão, de amor filial... 
 
Receba os meus sinceros cumprimentos e aplausos!
Abraços,
Liane. 
 
 
 
 
*******************************