23 de setembro de 2018

PEDIDO DE UMA CRIANÇA A SEUS PAIS. MUITO REFLEXIVO E TOCANTE!


 
 
 
 
 
 
 

 
Não tenham medo de serem firmes comigo. Prefiro assim. Isto faz com que eu me sinta mais segura.
Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo o que peço. Só estou experimentando vocês.
Não deixem que eu adquira maus hábitos. Dependo de vocês para saber o que é certo, o que é errado.
Não me corrijam com raiva, nem na presença de estranhos. Aprenderei muito mais se me falarem com calma e em particular.
Não me protejam das consequências de meus erros. Às vezes eu preciso aprender pelo caminho áspero.
Não levem muito a sério as minhas pequenas dores. Necessito delas para poder amadurecer.
Não sejam irritantes ao me corrigirem. Se assim o fizerem, eu poderei fazer o contrário do que me pedem.
Não me façam promessas que não poderão cumprir depois, lembrem-se que isto me deixa profundamente desapontada. Não ponham à prova a minha honestidade. Sou facilmente, levada a dizer mentiras.
 
 
 
 
 
 
 
 
Não me apresentem um DEUS carrancudo e vingativo. Isto me afastaria de DEUS.
Não desconversem quando faço perguntas, senão serei levado a procurar as respostas na rua todas as vezes que não as tiver em casa.
Não se mostrem para mim como pessoas infalíveis. Ficarei extremamente chocada quando descobrir um erro de vocês.
Não digam simplesmente que meus receios e medos são bobos. Ajudem-me a compreendê-los e vencê-los.
Não digam que não conseguem me controlar. Eu me julgarei mais forte que vocês.
Não me tratem como uma pessoa sem personalidade. Lembrem-se que eu tenho o meu próprio modo de ser.
Não vivam me apontando os defeitos das pessoas que me cercam. Isto irá criar em mim, mais cedo ou mais tarde, o espírito de intolerância.
Não se esqueçam de que eu gosto de experimentar as coisas por mim mesma. Não queiram ensinar tudo pra mim.
Não tenham vergonha de dizer que me amam. Eu necessito desse carinho e amor para poder transmiti-lo a vocês e aos outros.
Não desistam nunca de me ensinarem o bem, mesmo quando eu parecer não estar aprendendo.  Insistam através do exemplo e, no futuro, vocês verão em mim, o fruto daquilo que plantaram.
 
 

 
 
 
 
 
 
 
Fenix Faustine

EM 23 DE SETEMBRO CELEBRAMOS SÃO PIO DE PIETRELCINA BUSCAVA POR MEIO DO SACRAMENTO ALIVIAR OS SOFRIMENTOS ATROZES DO CORAÇÃO DE SEUS FIÉIS.

 
 
 
EM 23 DE SETEMBRO CELEBRAMOS SÃO PIO DE PIETRELCINA BUSCAVA POR MEIO DO SACRAMENTO ALIVIAR OS SOFRIMENTOS ATROZES DO CORAÇÃO DE SEUS FIÉIS.
 
 


Este honradíssimo seguidor de São Francisco de Assis nasceu no dia 25 de maio de 1887 em Pietrelcina (Itália). Seu nome verdadeiro era Francesco Forgione. Ainda criança era muito assíduo com as coisas de Deus, tendo uma inigualável admiração por Nossa Senhora e o seu Filho Jesus, os quais via constantemente, devido à grande familiaridade. Ainda pequenino havia se tornado amigo do seu Anjo da Guarda, a quem recorria muitas vezes para auxiliá-lo no seu trajeto nos caminhos do Evangelho.
 
 
 
 
Conta a história que ele recomendava muitas vezes as pessoas a recorrerem ao seu Anjo da Guarda estreitando assim a intimidade dos fiéis para com aquele que viria a ser o primeiro sacerdote da história da Igreja a receber os estigmas do Cristo do Calvário. Com quinze anos de idade entrou no Noviciado da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em Morcone, adotando o nome de “Frei Pio” e foi ordenado sacerdote em 10 de agosto de 1910 na Arquidiocese de Benevento. Após a ordenação, Padre Pio precisou ficar com sua família até 1916, por motivos de saúde e, em setembro desse mesmo ano, foi enviado para o convento de São Giovanni Rotondo, onde permaneceu até o dia de sua morte.
Abrasado pelo amor de Deus, marcado pelo sofrimento e profundamente imerso nas realidades sobrenaturais, Padre Pio recebeu os estigmas, sinais da Paixão de Jesus Cristo, em seu próprio corpo. Entregando-se inteiramente ao Ministério da Confissão, buscava por meio desse sacramento aliviar os sofrimentos atrozes do coração de seus fiéis e libertá-los das garras do demônio, conhecido por ele como “barba azul”.








 
Torturado, tentado e testado muitas vezes pelo maligno, esse grande santo sabia muito da sua astúcia no afã de desviar os filhos de Deus do caminho da fé. Percebendo que não somente deveria aliviar o sofrimento espiritual, recebeu de Deus a inspiração de construir um grande hospital, conhecido como “Casa Alívio do Sofrimento”, que se tornou uma referência em toda a Europa. A fundação deste hospital se deu a 05 de maio de 1956.
Devido aos horrores provocados pela Segunda Guerra Mundial, Padre Pio cria os grupos de oração, verdadeiras células catalisadoras do amor e da paz de Deus, para serem instrumentos dessas virtudes no mundo que sofria e angustiava-se no vale tenebroso de lágrimas e sofrimentos. Na ocasião do aniversário de 50 anos dos grupos de oração, Padre Pio celebrou uma Missa nesta intenção. Essa Celebração Eucarística foi o caminho para o seu Calvário definitivo, na qual entregaria a alma e o corpo ao seu grande Amor: Nosso Senhor Jesus Cristo; e a última vez em que os seus filhos espirituais veriam a quem tanto amavam.
 
Era madrugada do dia 23 de setembro de 1968, no seu quarto conventual com o terço entre os dedos repetindo o nome de Jesus e Maria, descansa em paz aquele que tinha abraçado a Cruz de Cristo, fazendo desta a ponte de ligação entre a terra e o céu.







 
Foi beatificado no dia 2 de maio de 1999 pelo Papa João Paulo II e canonizado no dia 16 de junho de 2002 também pelo saudoso Pontífice. Padre Pio dizia: “Ficarei na porta do Paraíso até o último dos meus filhos entrar!”
 
 
 
 
 
 
SÃO PIO DE PIETRELCINA, ROGAI POR NÓS!
 
 
 

 
 
10 ENSINAMENTOS DE SANTO PADRE PIO DE PIETRELCINA – PROFESSOR FELIPE AQUINO

1. A obediência é mais bela quando é mais amarga.
2. A maior miséria da alma é a de acreditar-se forte.
3. É a Deus que você deve recorrer face aos assaltos do demônio.
4. O demônio nunca conseguirá demover uma alma que está agarrada à Cruz.
5. Tem paciência ao preservar neste santo exercício da meditação e conforma-te com começar dando pequenos passos, até que tenhas duas pernas para correr, e asas para voar.
6. Com o estudo dos livros se busca a Deus; com a meditação O encontramos.
7. Refleti cada dia um pouco: se é de noite, à luz tênue da lâmpada e entre a esterilidade e impotência do espírito; e se for de dia, no gozo e na luz deslumbrante da alma.
8. A oração deve ser insistente, já que a insistência põe de manifesto a fé.
9. Refletir e ter sempre diante dos olhos da mente a grande humildade da Mãe de Deus e Mãe nossa. Na medida em que cresciam nela os dons do céu, aprofundava cada vez mais na humildade.
10.  A alma cristã não deixa passar um só dia sem meditar a paixão de Jesus Cristo.
 
Fonte: Prof. Felipe Aquino (Envio por e-mail)
 
 
 
 
 

30 de agosto de 2018

O FOCUS PORTAL CULTURAL HOMENAGEIA AMIGO POETA JOSÉ PAIS DE MOURA SIMÕES, O VALIOSO COLEGA POETA E TROVADOR, NOS DEIXOU HOJE, 29 DE AGOSTO DE 2018 (QUARTA-FEIRA), PARTIU RUMO AO PARNASO, O LUGAR ETERNO DOS POETAS.

 
 
 
Foi com imensa tristeza que recebemos a notícia do falecimento do amigo poeta José Pais de Moura Simões. Quando abri a caixa de meus e-mails, às 20h35min, estava lá a dolente notícia, nos enviada pelo confrade Paulo Roberto Cecchetti.

José Pais era um grande amigo da gente, muito frequente no Quiosque do "Escritores Ao Livro". Participou de inúmeras celebrações: Natal, Dia das Mães, Festividade de aniversário dos Escritores Ao Ar Livro, Lançamentos de livros, foram tantas participações!

Amigos, ele tinha problemas em suas pernas, viveu com essa dificuldade até o final de sua vida. Então, devido a tal deficiência, ele ultimamente, não aparecia muito.

Publicou os livros: Meus versos pras horas vagas; A quinta dos vales - Romance; Coletânea de versos e Paisagem de versos e algo mais, este último publicado, pela Editora Parthenon aos projetos gráficos do Mauro Carreiro Nolasco, eu tive o privilégio de fazer um comentário que está publicado nas páginas 13,14,15,16.

"J. Pais" ou "portuga", com eu carinhosamente, o chamava, era uma pessoa alegre, fazia poesia para todos os amigos, eu, por exemplo, recebi inúmeros textos seus. Tivemos a singela, mas com muita honra em fazer a homenagem, porém póstuma.


Inclusive, quero dizer que é nossa a homenagem, mas nos foi feita através de seus textos que publicamos abaixo.
“ESCRITORES AO AR LIVRO”
Para comemorar o quinto aniversário do grupo “Escritores ao ar Livro”, na campestre Praça Getúlio Vargas, Icaraí, realizou-se em 23/06/2013, uma festinha de pura amizade entre os presentes. Na altura, o tão popular e afável casal Shirley – Alberto, sempre lado a lado tal irmãos siameses, não só fotografaram como filmaram o destacado ato cultural. O local estava devidamente, engalanado, sem faltar uma boa exposta, farta mesa, com variados acepipes e bebidas. A finalizar, o distinto e sapiente poeta... Sávio Soares de Sousa usou da palavra, tão categoricamente. Discurso, tão aplaudido! Ao coordenador P. R. Cecchetti, parabéns. Dia seguinte, fiz o presente comentário poético:
I
Uma festinha excelente
Vou mais além...bestial.
Não só escritores, mais gente,
na manhã dominical.
 
II
Iguarias, tanta fartura,
no convívio, emoldurado,
um discurso com lisura,
do nosso Sávio, inspirado.
 
III
O Alberto e seu talento,
a Shirley, ora, pois, pois,
-um casal a cem por cento-
onde está um, estão os dois.
IV
Nós, poetas e escritores,
e os convidados... Manchete.
-cada um, com seus louvores-
Coordenador... Cecchetti.
José Pais de Moura
Niterói/24/06/2013
P.S.
O Zé Pais com seu sotaque, a Rosy, e a Silmarinha, também sim, foram destaque, deram mais brilho...à festinha. Para vós e família, abraços.
 
*****************************
 
Amigão Alberto.
Seu blog, Alberto & Amigos - Poemas & Pensamentos.  Já o divulguei para além-mar. E como vão gostar de ler nossas poesias! O ARADO - A TERRA foi idealizado, ontem, o poema Mãos Sábias, há vinte e três anos. Meu saudoso pai, era um artesão na sua arte, manipulava em cobre, folha - flandres, alumínio, etc. Como se diz na terrinha: Homem de sete instrumentos.
Meus pais faleceram aqui, Niterói.
Abraço amigo, do vosso amigo... José.
 
                                  Um livro eu desfolhei e encontrei:
Quem me dera, quem me dera,
não só hoje, sempre esperto.
Mas nunca, eu serei fera
nos versos... Tal o Alberto!
Jose Pais de Moura Simões
14/05/2012
 
 
************************************
 
 
 
 
 
MENSAGEM AOS FAMILIARES DE JOSÉ PAIS DE MOURA SIMÕES, NOSSO QUERIDO IRMÃO DE MISSÃO NA VIDA.
 
 
Dizem que quando oramos estamos falando com Deus, mas quando meditamos, Deus é quem fala conosco. Aos queridos familiares de José Pais de Moura Simões, nosso querido irmão de missão na vida, neste momento difícil, busquem silenciar os seus corações de todas as inquietações e ansiedades, e humildemente, escutem a voz do Senhor.
Em alguns momentos ela pode não parecer ser muito clara, mas não duvidem, confiem em Deus. Ele vai aquecer os seus corações e lhes dar o conforto que vocês precisam para entender qual é o melhor caminho a seguir.
Deixem Deus falar com vocês e tocar os seus corações. Ele lhes transmitirá a mensagem que vocês precisam quando menos esperar. Deus escreve certo por linhas tortas para nos fazer aprender e crescer. Entreguem as suas fraquezas a Deus, e Ele as tornarão pessoas fortes.
Não tenham dúvidas: sempre que vocês chamarem e clamarem por Deus Ele vai ouvir, e sempre que vocês Lhes fizerem um pedido ou uma pergunta, Ele vai responder. Vocês só precisam preparar os seus corações para entender as mensagens que o Senhor tem para vocês. Caminhem sempre com fé!
ALBERTO ARAÚJO
EDITOR
 
 
****************************

 
MENSAGEM DA AMIGA SILMARA LÍDIA MORTON QUE TAMBÉM ASSINA DUAS PÁGINAS EM SEU LIVRO: PAISAGEM DE VERSOS E ALGO MAIS, PAG. 17 E 18.
 
 
José Pais, nosso poeta amigo de Niterói. Você cobriu nossos vazios com suas memórias poéticas, seu bom humor e, acima de muitas coisas, com sua paixão pela vida. Um homem já com muita idade, porém com o olhar da esperança da criança inventiva, sempre com histórias para contar. Você, José Pais, com sua presença e afeto de sempre, como todo grande poeta, nos fez acreditar sempre na força afirmativa da vida. Você não morreu. Está agora em todos nós que pudemos conviver com você, seus versos, memórias e histórias. Siga em paz. Você fez sua bela parte nesse mundo. Nosso afeto e saudade...
 
Homenagem: Silmara.
Deus o chamou 🙌 Descanse em paz meu pai!
O sepultamento será as amanhã, quinta às 12h no parque da colina!
 
 
 
 
 
 
TEM UMA PÁGINA COM POESIAS DO JOSÉ PAIS. VISITE NO LINK:
 
CLICAR AQUI:
 




25 de agosto de 2018

A HISTÓRIA DO CERCO DE JERICÓ


 
 
 

 
 

O CERCO DE JERICÓ consiste em uma semana incessante de batalha espiritual, com intensificação da oração pessoal e comunitária, missa diária, adoração ao Santíssimo, confissão, jejum, pregação da Palavra de Deus e o Terço de Nossa Senhora.

 

POR QUE “CERCO DE JERICÓ”?

 

JERICÓ era uma cidade fortificada e inacessível, com imensas muralhas ao redor. Na conquista de Jericó, encontramos o exército de Israel desanimado diante da imensa dificuldade de tomar aquela cidade. O desânimo já havia tomado conta de muitos que duvidavam da promessa de Deus. Esta promessa dizia que não seria pela força humana que aquela cidade seria conquistada, mas Deus mesmo é quem agiria.

O Antigo Testamento nos mostra a conquista da cidade de Jericó pelos judeus, liderados por Josué (Js 6,1ss). Josué foi formado por Moisés, desde sua juventude, para substituí-lo. A Bíblia nos mostra que a mesma força que estava com Moisés, esteve também neste jovem, que ao assumir o encargo de dar continuidade na tomada de posse da terra prometida, recebeu a autoridade espiritual e o governo sobre as tribos de Israel.

 

O plano da vitória foi revelado por Deus, de um modo concreto e detalhado. Durante seis dias o povo deveria dar uma volta em torno da cidade. No sétimo dia, sete voltas. Josué e todo Israel executaram fielmente as ordens recebidas. Durante a sétima volta, ao som da trombeta, todo o povo levantou um grande clamor e, pelo poder de Deus, as muralhas de Jericó caíram.

 

A exemplo de Josué, diante das muralhas de Jericó, devemos cercar nossos inimigos com orações e louvores e esperar que Deus mesmo haja em nosso favor. Para isto, precisamos ser perseverantes e persistentes até o fim.

 

Esse é o objetivo do Cerco de Jericó: derrubar as muralhas pela força da oração. Precisamos tomar consciência de que o Espírito Santo pela força da oração é capaz de derrubar, destruir e aniquilar as forças malignas. O terço de Nossa Senhora e o silêncio fecundo em frente ao Senhor Eucarístico, vão semeando a terra de nossa alma e também quebrando os alicerces das muralhas. Acreditamos que muitas curas e libertações acontecerão: portas que estavam fechadas se abrirão, crises conjugais e econômicas, doenças, e tantos outros problemas serão solucionados. Mas, o mais importante será o poder de Deus derramando o Espírito Santo sobre o povo, o Evangelho crescendo, sendo anunciado, sendo acolhido e transformando vidas.

 

 

**********************************

 

 

Esta é uma oração, cheia de salmos e outras orações fortíssimas para derrubar barreiras, muralhas e medos que atrapalham nossas vidas. Faça por sete dias seguidos. É uma oração completa e muito eficiente. Derrube sem medo suas muralhas.

 

CREDO

 

Creio em Deus Pai Todo Poderoso Criador do Céu e da Terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor. Que foi concebido pelo poder do Espírito Santo. Nasceu da Virgem Maria. Padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado. Desceu à mansão dos mortos. Ressuscitou ao terceiro dia. Subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna.

Amém.

ORAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

 

Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fieis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. Ó Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo espírito e gozemos sempre da Sua consolação. Por Cristo Nosso Senhor Amém.

 

1ª Leitura:

Conforme a carta de São Paulo aos Efésios 6, 10-20:

Finalmente fortaleçamos-nos no Senhor, pelo seu soberano poder.  Revistamo-nos da armadura de Deus, para que possamos resistir às ciladas do demônio. Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.

Tomemos, portanto, a armadura de Deus, para que possamos resistir nos dias maus e mantermos-nos inabaláveis no cumprimento do nosso dever.

Fiquemos alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça, e os pés calçados de prontidão para anunciarmos o Evangelho da paz.

Sobretudo, abracemos o escudo da fé, com que possamos apagar os dardos inflamados do Maligno.

Tomemos, enfim o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a Palavra de Deus.

 Intensifiquemos as nossas invocações e súplicas.

Oremos em toda circunstância, pelo Espírito, no qual persevera em intensa vigília de súplica por todos os cristãos.

E oremos também por nós, para que nos seja dado anunciar corajosamente o mistério do Evangelho, do qual somos embaixadores, prisioneiros.

E que saibamos apregoá-lo publicamente, e com desassombro, como é o nosso dever!

 

2ª Leitura:

CONFORME A CARTA DE SÃO PAULO AOS CORÍNTIOS: 11 COR 10, 3-7:

Porque, ainda que vivamos na carne, não militamos segundo a carne.

Não são carnais as armas com que lutamos. São poderosas, em Deus, capazes de arrasar fortificações.

 

Nós aniquilamos todo raciocínio e todo orgulho que se levanta contra o conhecimento de Deus, e cativamos todo pensamento e o reduzimos à obediência a Cristo.

Estamos prontos também para castigar todos os desobedientes, assim que for perfeita a vossa obediência.

Julgais as coisas pela aparência! Quem se gloria de pertencer a Cristo considere que, como ele é de Cristo, assim também nós o somos.

 

3ª Leitura:

Conforme o Salmo 90:

Nós, que habitamos sob a proteção do Altíssimo, que moramos à sombra do Onipotente, dizemos ao Senhor: Sois nosso refúgio e nossa cidadela, nosso Deus em quem confiamos.

 É ele que nos livrará do laço do caçador e da peste perniciosa.

Ele nos cobrirá com suas plumas; sob suas asas encontraremos refúgio.

Sua fidelidade nos será um escudo de proteção.

Não temeremos os terrores noturnos, nem a flecha que voa à luz do dia, nem a peste que se propaga nas trevas, nem o mal que grassa ao meio-dia.

Caiam mil homens a nossa esquerda e dez mil a nossa direita: não seremos atingidos. Porém, veremos com nossos próprios olhos, contemplaremos o castigo dos pecadores, porque o Senhor é nosso refúgio. Escolhemos, por asilo, o Altíssimo.

Nenhum mal nos atingirá, nenhum flagelo chegará a nossa tenda, porque aos seus anjos ele mandou que nos guardem em todos os nossos caminhos.

Eles nos sustentarão em suas mãos, para que não tropecemos em alguma pedra. Sobre serpente e víbora andaremos, calcaremos aos pés o leão e o dragão.

Pois que se uniu a mim, Eu os livrarei; e os protegerei, pois conhecem o meu nome.  Quando me invocarem eu os atenderei; na tribulação estarei com eles.

Hei de livrá-los e os cobrirei de glória. Serão favorecidos de longos dias, e mostrar-lhes-ei a minha salvação.

 

4ª Leitura:

Lucas 1, 46-55 ( Magnificat)

“Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador, porque olhou para sua pobre serva.

Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo.

Sua misericórdia se estende, de geração em geração, sobre os que o temem. Manifestou o poder de seu braço: desconcertou os corações dos soberbos. Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes.

Saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos.

Acolheu a Israel, seu servo, lembrado de sua misericórdia, conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e sua posteridade, para sempre".
 

 

ORAÇÃO DA QUEDA DO MURO DE JERICO

 

Deus Pai, em nome de seu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo e pelo poder do Espírito Santo, peço-vos que o poder que deste para Josué e seus companheiros nas muralhas de Jericó, seja dado a mim e aos que fazem esta oração:

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas de pragas, proferidas por boca ou por contaminação, em relação a nossos antepassados e nos dias de hoje;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todas as muralhas das maldições vindas de nossos antepassados e nos dias de hoje;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todas as muralhas, do egoísmo, do ciúme, dos vícios;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todas as muralhas de brigas, contendas, intrigas, desentendimentos, dissoluções de casamento, de família e de todos os tipos de desunião;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas das dificuldades financeiras, falta de emprego, dificuldades nos negócios, dificuldades no trabalho, falta de dinheiro e outras dificuldades quais forem;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas das doenças, sejam elas quais forem, principalmente o câncer, leucemia, depressão e AIDS, dependência do álcool, prostituição e homossexualismo;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas dos maus pensamentos, iluminações, astúcia de satanás, sejam das origens que forem;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre toda ação de satanás, em nossa vida espiritual e faça com que sejamos totalmente renovados pelo seu Sangue;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre todo o ocultismo em nosso passado e agora, seja ele magia, sortilégio, dependência, pacto, oferendas e consagrações a entidades malignas e espirituais, sejam das origens que forem;

Senhor Jesus, peço-vos que quebre as muralhas que impedem a obra de Deus em nossa vida.

Senhor Jesus, entregamos nossas vidas a Ti, para que sejas glorificado e que haja um Pentecostes em nós. Acreditamos na vitória que é nossa.

 

AMÉM.

 

5ª Leitura:

Salmo 67

"Levanta-se Deus, eis que se dispersam seus inimigos e fogem diante dele os que o odeiam. Eles se dissipam como a fumaça, como a cera que se derrete ao fogo. Assim perecem os maus diante de Deus".

(vs. 2,3)

 

6ª Leitura:

Salmo 34

"Lutai, Senhor, contra os que me atacam, combatei meus adversários. Sejam confundidos e envergonhados os que odeiam a minha vida; recuem humilhados os que tramam minha desgraça. Sejam como a palha levada pelo vento, quando o anjo do Senhor vier acossá-los. Torna-se tenebroso e escorregadio o seu caminho, quando o anjo do Senhor vier persegui-los. Porquanto sem razão me armaram laços; para perder, cavaram um fosso sem motivo. Venha sobre eles de improviso a ruína. Apanhe-os a rede por eles mesmos preparada; caiam eles próprios na cova que abriram. Então a minha alma exultará no Senhor, e se alegrará pelo seu auxílio"

(vs.1.4-9).

"Levanta-se Deus, intercedendo a Bem aventurada Virgem Maria, São Miguel Arcanjo e todas as milícias celestes e sejam dispersos seus inimigos e fujam de sua face todos os que odeiam, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo".

Amém.

 

V: Eis a Cruz do Senhor, fugi potências inimigas. (Apresentar a Cruz)

R: Venceu o Leão da tribo de Judá, a estirpe de Davi.

V: Venha a nós Senhor a Vossa misericórdia;

R: Como esperamos em vós.

V: Senhor, escutai a minha oração

R: E chegue até vós o meu clamor.

Oração a São Miguel Arcanjo.

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede nosso refúgio contra a maldade e as ciladas do demônio. Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos, e vós príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e a todos os espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas.

 

São Miguel Arcanjo, defendei-nos e protegei-nos.

Amém!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Assim como era no principio agora e sempre.

Amém.





 
 
 
 

ORAÇÃO DO MURO DE JERICO

Seja quebrado, destruído, todo o poder de satanás e de seus anjos rebeldes sobre estas intenções:

(Colocar intenções do grupo e pessoais)

Seja destruído, exterminado, neutralizado todo poder do príncipe das trevas, perseguindo, prejudicando, escravizando, dominando nossas vidas; desejando nossa ruína espiritual, material; semeando ódio, mágoa, desentendimento, orgulho, fofoca, julgamento.

Seja destruído, exterminado, neutralizado todo espírito de desunião nos nossos lares, pois provocam discórdia, ódio, mágoa, desentendimento, orgulho, fofoca, julgamento.

Seja também queimado, destruído, desmanchado, todo e qualquer trabalho, despacho feito, escrito ou pronunciado contra nossas vidas.

Seja destruído, exterminado, neutralizado todo o nosso conhecimento anterior e atual sobre espiritismo, ocultismo, quimbanda, umbanda, mesa branca, mesa negra, rosa cruz, mens sana, seicho-no-iê, numerologia, gnose e demais superstições.

Seja também queimado, exterminado, destruído e eliminada, todas as moléstias, dores no corpo, problemas mentais, físicos e espirituais, opressão, perseguição diabólica sobre nós e nossa família, inclusive a rejeição de gestação.

Seja queimado, aniquilado, neutralizado todo o poder do príncipe do mundo sobre nós provocando discórdia, opressão, tristeza, depressão, angústia, solidão, pavor, desânimo, inveja, ódio, rebeldia, egoísmo, desentendimento.

Agora e para todo o sempre.

AMÉM.

 

7ª Leitura:

 

LEITURA DE JOSUÉ CAP 6 :

A Conquista de Jericó (*Colocar intenções do grupo e pessoais!)

Nota: ler esta passagem direto na sua bíblia durante a oração.

NOTA 1: NO SÉTIMO DIA LEIA "JOSUÉ CAPÍTULO 6" SETE VEZES.

Ao encerrar a oração do Cerco, faça um grande Louvor agradecendo a Jesus, de preferência no Sacrário diante do Santíssimo Sacramento.

"Tudo o que pedirdes na oração, crede que o tendes recebido, e ser- vos-á dado. (Mc.11 ,24 ).

Feche com um Pai Nosso, Ave Maria e o Credo.