3 de janeiro de 2011






Amor (ventania e paixão)




Amor:
que se arrasta em meu corpo
e o vento da paixão
agarra-se aos meus poros

Repito:
amor: que se embebe de excitação
e da sacada vê-se o seu rosto
embevecido de tesão
e no rosto saciado, dormir horizonte

Beber-me
e tua mão descanse
no meu corpo – asa faiscante

Sim;
aqui mesmo
ao pé da fonte

Por ALBERT ARAÚJO

03-01-11

postado também so site oficial:

www.albertaraujo.recantodasletras.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário