25 de abril de 2011

SER POESIA É SER FELIZ




SER POESIA É SER FELIZ






A boca beijou a pele

e a pele arrepiou-se... assim;

nasceu o desejo do ser - ser imortal



então veio;

as gotas da chuva

a felicidade colorida

o mundo natural



:



Entre mim e ti

há um mundo inteiro de emoção

vês que o amor é um corpo

pulsante e brilhante

e o coração

tem pressa de ser algo

que reluz – impactos sem limites

que somente a folha traduz



:



ao enfrentar o mundo

tiras do bolso

versos e mais versos

e milimetricamente ver

caber na palma da mão

- estrelas

e uma imensurável melodia



mergulhar

e imergir

nas lúcidas palavras

do poeta



no final;

um azul rasgará a carne

e evaporará poesia

 


©by Albert Araújo

24-04-11

Postado também site oficial:


    NO PORTAL DO POETA BRASILEIRO:


 

Um comentário:

  1. Olá Alberto Araújo bom dia. Verdade ser poesia é ser feliz mesmo. É sentir a força do amor que exala da alma do poeta. É ser o amor que externado com belas metafóricas e também líricas palavras ganha vida na voz de quem declama percorrendo cada verso derramado ao som de uma linda melodia! O mestre versou esse poema com a beleza que vem também banhar os nossos corações com uma sublima poética nos fazendo sentir e ser poesia. Gosto de esse seu poetar cheio de sutilezas. O poeta sabe como fazer poesia com beleza e amor e sabe também atrair a atenção do leitor quando faz sua mistura mágica do criar versando. Aplausos! Desejo uma linda semana com belas inspirações como esta. . Beijo grande.

    ResponderExcluir