14 de abril de 2011

NAS PÁGINAS DE UM RIO (VELHO MONGE)




Nas páginas de um rio




Nas páginas de um rio

nasci, cresci - sobre as

eméritas e bentas mãos

do rei nordestino - eu vivi


rio longo e jocoso

que sacia a fome

e a sede do homem

que ali sobrevive


traz na própria sina

uma réstia, uma grande

goela, uma virtude


aflora-se essências

de juventude


beija toda a terra

do norte ao sul piauiense

e nasce nos contrafortes

da chapada Mangabeirense


:


mas existem

equívocos em ritmos propositais

que o destroem

algos insanos que os destoam

destroços desatentos

imundícies plenas

e a matéria por muito

não resistirá a viagem


Velho Monge

que tanto cuida

agora pede ajuda


queira

criar o poema

em absoluto desvario

mas da própria mão

que escreve o poema

 

salva este grande rio.





©by Albert Araújo
13-04-11



SALVEM O RIO PARNAIBA PARA FUTURO GARANTIDO

O RIO QUANDO NAS ENCHENTES


RIO PARNAIBA POLUIDO PELO HOMEM


DUNAS NO RIO PARNAIBA UMA DAS MAIS BELAS DO PLANETA

DUNAS NO RIO PARNAIBA UMA DAS MAIORES DAS AMÉRICAS




















Um comentário:

  1. Olá mestre Alberto Araújo. Lindíssimo poema voltado para o social. Um apelo, um alerta comovente. Um texto com a riqueza de quem sabe da importância do Velho Monge para a sobrevivência do homem nordestino. Este texto merece alçar voo e chegar até os ares do poder público para uma conscientização da necessidade de se tratar os bens naturais com melhor zelo dando a devida atenção. O rio Parnaíba não pode acabar.
    O poeta assinala na sexta estrofe a necessidade que se deve atentar para o cuidado no trato, ou melhor, no relacionamento do homem com os bens oferecidos pela natureza para a sua própria sobrevivência. Concordo com o que vejo versado cuidadosamente na sétima estrofe, é verdade que o rio Parnaíba pede ajuda. Nas imagens aqui colocadas vemos a grande beleza que nos é oferecida gratuitamente e ainda assim o homem não consegue ser grato cuidando desse bem. Aplausos pelo belíssimo trabalho mestre. A cada dia aprendo mais contigo viu. Beijo grande no coração pensante.

    ResponderExcluir