7 de fevereiro de 2011




Aquarela do amor




então a claridade

dos teus olhos – me olham bem fundo

e o meu amor pulsa



e cada pulsar

recompõe as linhas e formas

do meu ardoroso poema





foi na tua própria entranha

que nasceu o amor – precisão exata

da minha primavera





traz

tinta e pincel

preciso pintar

a minha aquarela





©by Albert Araújo

07-02-11

POSTADO TAMBÉM SITE OFICIAL:

http://www.albertaraujo.recantodasletras.com.br/









Um comentário:

  1. Poeta a poesia de amor é muito linda e sua musa esposa Shirley deve ficar feliz com tamanha declaração de amor. PARABÉNS. Tuela Lima

    ResponderExcluir