10 de fevereiro de 2011

ALGO DE ENVOLVER-TE



Algo de envolver-te




 
envolvo-te

em meus braços

e na construção da imagem

e essência de teu poema

eu encontro a minha razão



o fluxo e o refluxo

das tuas palavras se desatinam

dentro de mim

o pulso pulsa em disritmia

feito o beijo da paixão



e as milhões de palavras escritas

são rítmicas doces

e estão guardadas no

fundo do meu coração



gestos - imaginação

insistentes rios em emoção

reescrevem-se em minha

memória – algo sem limites

uma verdadeira obsessão





sou louco por ti... é de ti

que extraio

a minha inspiração





avidez e contentação

um desvairado lobo

entre o mar e a vegetação





amo-te...

e tu és na vida

a minha eterna canção

e na profundeza da tua alma

deposito a minha constelação



©by Albert Araújo

10-02-11

postado também site oficial:




 


Nenhum comentário:

Postar um comentário