16 de março de 2016

DE MARIA E DE LUZIA - POESIA DE ALBERTO ARAÚJO A CIDADE DE LUZILÂNDIA-PI.

DE MARIA E DE LUZIA



A minha Luzilândia




Morei
onde mora ”Maria”
nasci
cresci

E na fotografia
os meus olhos atravessaram
os olhos de “Luzia”


dos meus punhos
ouvia o pedido
de misericórdia
de compaixão.

E Deus segurou
Minha mão.

Da minha entranha
Via as ruas descalças
As águas do Parnaíba
(chama que nunca cessa)
Fogos de artifícios.

Morei onde mora “Mãe Maria”
Terra de coqueiros
Dos peixes, dos cactos alinhados
Da alegria.


O meu sangue inesgotável
E a minha asa de nobreza
Herdei da terra de Santa Luzia.


Inda que o branco
Excelso da maresia
E o mundo seja uma silenciosa artilharia

Nunca esquecerei
Morei onde mora “Maria”.
 
 
ALBERTO ARAÚJO
Em 12-09-10.

Nenhum comentário:

Postar um comentário