14 de junho de 2008

ASSIM QUE TE AMO











ASSIM QUE TE AMO






Mesmo com essa distância férrea

Posso alcançar a tua estrela


Mesmo com esse vazio, mas jubilar...

Posso descrever o amor


Mesmo com essa alma cega

Posso atravessar o fosso


Aprendi que posso ir o mais

Profundo possível

Das imediações terráqueas

E fisgar os teus olhos

Da cor do mar

Se me crucifico para

Dá-te o firmamento

Eu não me importo!...

Afinal para ti;

Sou o principio e fim

E é assim que te amo...
Albert Araújo-11-06-08

Nenhum comentário:

Postar um comentário