10 de fevereiro de 2017

CARMEN MIRANDA A PEQUENA NOTÁVEL. EM 09 DE FEVEREIRO COMEMORA-SE O SEU NASCIMENTO.

 
 
Carmen Miranda.
© Fornecido por Abril Comunicações S.A.
 
 
 
Em 9 de fevereiro de 1909, há exatos 108 anos, nascia Maria do Carmo Miranda da Cunha. Conhecida mundialmente como Carmen Miranda, ela marcou a trajetória da música e fez muito sucesso entre as décadas de 30 e 50. Para celebrar a data de seu aniversário, o Google resolveu homenagear a Pequena Notável com um doodle, mostrando o quanto a artista foi influente e é personagem marcante da história. Sobre a sua vida e carreira, uma série de curiosidades merecem destaque. Confira!

O que Carmen Miranda tem?


1. Apesar de ter sido reconhecida como símbolo internacional do Brasil no exterior, Carmen nasceu em Marco de Canaveses, em Portugal. Ainda muito pequena, veio morar no país e, então, foi criada na Lapa carioca.
 
2. Em 1925, largou os estudos e começou a trabalhar como balconista em lojas. Em uma delas, aprendeu a fazer chapéus, o que foi determinante para a criação de seus futuros looks.
 
3. Ela foi considerada a primeira artista multimídia do Brasil. Além de cantar, também dançava e atuava. Por isso, chegou a trabalhar no rádio, no cinema, na televisão e no teatro de revista.
 
4. Em 1933, tornou-se a primeira cantora a assinar contrato com uma rádio. O salário era de dois contos de réis ao mês.
 
5. Apesar de gostar muito de tango, Carmen Miranda apostou na gravação de marchinhas, que ficaram eternizadas pelas apresentações icônicas e sua voz peculiar.
 
6. Ao longo da carreira, Carmen ganhou alguns apelidos. “A Pequena Notável” (pelos seus 1,52m de altura), “The Brazilian Bombshell” (a bomba brasileira, em tradução livre) e “Embaixatriz do Samba”.
 
7. Ela era tão adorada pelas massas que chegou a virar boneca de papel e personagem de desenho da Disney.
8. Miranda chegou a ser a mulher mais bem paga do showbusiness norte-americano e, em 1944, recebeu o equivalente a R$ 9 milhões (valores de hoje).
 
9. Fez muito sucesso em países da America Latina e nos Estados Unidos, especialmente antes da Segunda Guerra Mundial.
 
10. Em 1940, apresentou-se na Casa Branca, em uma festa para o Presidente Roosevelt, pelo seu sétimo ano na presidência dos Estados Unidos.
 
11. No mesmo ano, ao retornar ao Brasil, foi acusada de ser usada como instrumento para a política de boa vizinhança dos americanos. Além disso, diziam que Carmen estava “americanizada”. Como resposta, lançou a música Disseram Que Eu Voltei Americanizada.
 
12. Carmen morreu na madrugada de 5 de agosto de 1955, em Los Angeles, depois de gravar um programa de televisão e sofrer um ataque cardíaco. O seu corpo foi velado por 60 mil pessoas, na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, e sepultado no Cemitério de São João Batista, com mais de 500 mil acompanhando o cortejo. Ela tinha apenas 46 anos.
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário