1 de março de 2011




Vento na praia da paixão




e o amor

chega-me- absolutamente sim

e o vento tem inveja de mim



e em resposta

ao vento – digo:

a minha paixão

é uma eterna criança

que vive no meu coração

coisas sem limites- amor assim

e nunca terá fim



meus olhos

hão de dizer-te

que nunca esqueças

de mim



e bebo o teu riso

num dia maravilhoso de verão...

oceanos em demasia

cobrem a solidão coisa ruim



:

agora

há flores azuis

em minha porta - por todos

os cantos

cheiros de jasmim



e o que me importa



são tuas respostas nuas

que se adentram

no meu coração sem fim



©by Albert Araújo

01-03-11

 Postado também no site oficial:

Nenhum comentário:

Postar um comentário