26 de julho de 2016

HOMENAGEM DO ALBERTO ARAÚJO & AMIGOS AOS PAIS DA VIRGEM MARIA SÃO JOAQUIM E SANT'ANA PELO SEU DIA EM 26 DE JULHO. CONFIRA.

 
"Santa Ana e o menino São João" 1550,
óleo s/ tela de Angelo Bronzino
Museu Kunsthistorisches  -Viena. "
 
 
 
 
Com imenso contentamento que celebramos hoje, dia 26 de julho, a memória dos pais de Nossa Senhora: SÃO JOAQUIM E SANT’ANA. Em hebraico, Ana exprime “graça” e Joaquim equivale a “Javé prepara ou fortalece”.

 

Alguns escritos apócrifos narram a respeito da vida destes que foram os primeiros educadores da Virgem Santíssima. Também os Santos Padres e a Tradição testemunham que São Joaquim e Sant’Ana correspondem aos pais de Nossa Senhora.

Sant’Ana teria nascido em Belém. São Joaquim na Galileia. Ambos eram estéreis. Mas, apesar de enfrentarem esta dificuldade, viviam uma vida de fé e de temor a Deus.

 

O Senhor então os abençoou com o nascimento da VIRGEM MARIA e, também segundo uma antiga tradição, São Joaquim e Sant’Ana já eram de idade avançada quando receberam esta graça. A menina Maria foi levada mais tarde pelos pais Joaquim e Ana para o Templo, onde foi educada, ficando aí até ao tempo do noivado com São José.

 

A Sagrada Família  de Angelo Bronzino
Museu Estatal Pushkin de Belas Artes - Moscou.
 

Sabe-se muito pouco sobre Santa Ana. Sabe-se que esta era mãe de Maria de Nazaré, esposa de São Joaquim e Avó de Jesus. Sabe-se também que esta teria após o nascimento da Virgem Maria tido mais uma ou duas filhas, pois Deus liberara após Joaquim ter ficado 40 dias no deserto. O nome dessas filhas são: Maria Salomé e Maria de Cleofas.

 

Além da religião católica os antigos celtas e druidas atribuem a sua existência a Deusa Danu ou Anu, na Irlanda, a qual seria o seu sincretismo como Santa Ana ou também Santa Brígida.

 

Os dados biográficos que sabemos sobre os pais de Maria foram legados pelo Proto-Evangelho de Tiago, obra citada em diversos estudos dos padres da Igreja Oriental, como Epifânio e Gregório de Nissa.

 

Seu marido, São Joaquim, homem pio fora censurado pelo sacerdote Rúben por não ter filhos. Mas Sant’Ana já era idosa e estéril. Confiando no poder divino, São Joaquim retirou-se ao deserto para rezar e fazer penitência. Ali um anjo do Senhor lhe apareceu, dizendo que Deus havia ouvido suas preces. Tendo voltado ao lar, algum tempo depois Sant’Ana ficou grávida. A paciência e a resignação com que sofriam a esterilidade levaram-lhes ao prêmio de ter por filha aquela que havia de ser a Mãe de Jesus.

Eram residentes em Jerusalém, ao lado da piscina de Betesda, onde hoje se ergue a Basílica de Santana; e aí, num sábado, 8 de setembro do ano 20 a.C., nasceu-lhes uma filha que recebeu o nome de Miriam, que em hebraico significa "Senhora da Luz", passado para o latim como Maria. Maria foi oferecida ao Templo de Jerusalém aos três anos, tendo lá permanecido até os doze anos.


 
Sant'ana e São Joaquim
Mogi Mirim - SP.

 

São João Damasceno, ao escrever sobre o Natal, deixa claro que São Joaquim e Santa Ana são os pais de Maria.

 

A data do nascimento e morte de ambos não se sabe, mas sabe-se que vivem no coração da Igreja e nesta são cultuados desde o século VI.

 

São Joaquim e Sant’Ana, rogai por nós!

 
 
 
HINO DE SÃO JOAQUIM
CLICAR NA IMAGEM:
 
 







FONTE:










Nenhum comentário:

Postar um comentário