23 de dezembro de 2009

VISITA DE NATAL






Ah! Juventude, aonde foste?
O que faço de mim agora?
Pele enrugada, cabelos brancos
Olhos senis perdidos na saudade...

Foram-se embora os amores
Filhos crescidos e com família
Esquecem da gente em qualquer lugar
Melhor mesmo neste depósito de gente...

E nós envelhecidos não querendo incomodar
Pedimos só um pouco de carinho
É triste mas a maioria quer negar
Se possível nem contam que existimos...

E o tempo passa e eu ganhei paciência
Tenho agora que conviver com quem não tem paciência comigo
No peito meu amor é cada vez maior
Cresce tanto quanto a minha solidão
Neste lugar que chamam de Lar (para idosos)...

Mário Feijó
22.12.09

http://clubedeautores.ning.com/profiles/message/listInbox?xg_source=msg_mes_private

Nenhum comentário:

Postar um comentário