15 de outubro de 2013

* MÃOS SÁBIAS * POR JOSÉ PAIS DE MOURA SIMÕES. CONFIRA


 
 
 
 
 
* M Ã O S  S Á B I A S *

 

 

Na destreza dessas mãos todo o saber,

a magia de um retoque que faltava.

Era um mestre nessa arte - tanto amava!-

como em outras que jamais foi aprender.

  

Tinha gestos de prazer, de afeição,

para os muitos seus amigos que iam vê-lo,

burilar com maestria o compasso, o martelo...

tal bailado, orquestrado dessas mãos.

 

Hoje, resta apenas seu retrato, a lembrança...

dos tantos  objetos de relíquia, a herança,

que deixou não só a mim, a outros mais.

 

Que pena tenho, minhas mãos tão diferentes,

e por muito, muito que eu tanto tente,

nunca, às do meu saudoso pai... Serão iguais!
 

 
 
 
 





José Pais de Moura Simões - poeta, trovador.

Niterói/Brasil

25/08/1990

 

 

Um comentário:

  1. Olha só quem eu encontrei no Google - Zé Pais, poeta e trovador de primeira hora. Meu primo e meu padrinho na pia batismal da Igreja Matriz de Soure.

    ResponderExcluir