8 de novembro de 2011

O LUMINAR DA VOZ FEMININA


 




O luminar da voz feminina



A voz ilumina o sulco da terra

terra fica molhada e cheirosa

e cheia de rendas brancas




Palpitação:

e dentro dos pulsos

o frescor da paisagem




A olho nu

enveredar-me-ei

nas pálpebras da tua voz

que pulsa – pulsa e sussurra


:


Poderias me dizer por que

a tua voz feminina me alicia tanto?


São tantos

brilhos e lumes

que a lua tem até os olhares febris

que fluem poesias e flores viris




©by Alberto Araújo

08-11-11














Um comentário: