17 de setembro de 2015

SOU POESIA - UMA POESIA DE SHIRLEY ARAÚJO.




SOU POESIA



Hoje saí da margem
Entrei no rio da poesia
Rio que me leva para outros mares
Deslumbro em fantasia
Verso o que tenho na alma
Sabores, cores nas águas da magia
Em teus versos descubro lugares
Onde o Amor alumbra com ousadia
Passando pelos caminhos da tua poesia
Em teus sonhos faço moradia
Em teus versos sou poesia




 
 
TEXTO E EDIÇÃO DE IMAGENS
SHIRLEY ARAÚJO
 
 
 
Shirley Araújo
é poetisa e artista plástica.
 





COMENTÁRIOS



Shirley, muito boa a ideia do intercâmbio poético entre vocês dois no interior do seu próprio poema.
É uma metalinguagem poética, inusitada e bastante criativa,  centrada no ritual do  Amor.  Tem-se aí um poema, surgindo da recordação  do outro, em que Eros,  o grande mentor, comandou a ligação. 
Através do discurso amoroso,  você  se tornou a essência da própria  Poesia, por ser a  inspiração poética dos poemas dele.
Parabéns por estar navegando nesses mares literários com um estilo diferente dos versos comuns.
Dalma
 
 
 
 
 
 

Dalma Nascimento
é escritora e doutora em Literatura Comparada da UFRJ.
**********************************************
Lirismo que transborda no devaneio das águas, bem ao estilo da poética de Bachelard. Olhar de doce mistério no umbral da janela/vitrine para o mundo da poesia.
Marcia Pessanha
 


Marcia Pessanha
é escritora e acadêmica


**********************************************

Mais um belo e sensível trabalho.
Muito bom de ler.
Carlos Rosa

 
Carlos Rosa
é escritor e acadêmico.
 
 
******************************************

Parabéns, Shirley! Bela poesia! "Em teus versos sou poesia..." Lindo!
Beijos.

Elenir


Elenir Teixeira
é poetisa e membro do CLIC




*****************************************
Belo poema
PRC.
 
 
Paulo Roberto Cecchetti
é curador e poeta.
 
**************************************************
 
 
Sou Poesia! Shirley, lindo, lindo!
A canoa desce rio abaixo, levando pescadores agrupados pelas margens, jogam suas redes na espera de pescarem o grande peixe chamado poema, como tão bem você pescou o poema chamado amor. Tantos mares, fantasias, águas da magia, versos e ousadia, você mergulhou com a alma e se fez poesia.

Com admiração a tanta sensibilidade.
Beijos e carinho.

Angela.
 






 
 
Angela Gemesio
atriz, escritora e acadêmica.

*******************************************





Shirley Araújo
 

3 comentários:

  1. Lirismo que transborda no devaneio das águas, bem ao estilo da poética de Bachelard.
    Olhar de doce mistério no umbral da janela/vitrine para o mundo da poesia.

    ResponderExcluir
  2. Mais um belo e sensível trabalho. Muito bom de ler.
    Carlos Rosa

    ResponderExcluir

  3. Parabéns, Shirley! Bela poesia! "Em teus versos sou poesia..." Lindo!

    Beijos.

    Elenir

    ResponderExcluir