2 de junho de 2013

CANÇÃO PARA UMA CIGARRA APAIXONADA POR ALBERTO ARAÚJO


 
 
 
 
 
Canção para uma cigarra apaixonada
 
 
Ouvi-te uma vez
logo o fogo da tua paixão
a fotografia e a flor bondosa me sorriram...
 
Tu em véus sorrateiros.
E o meu contentamento
projeta-te em inúmeros arco-íris.
 
Enquanto o solo produz flores azuis
em conformidade a fosforescência.
O meu gesto doce, a lira dourada, a lua de prata,
todos perdidos estão de encanto por ti.
 
 
 
 
 
 
By  © Alberto Araújo
02-06-13
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário