21 de abril de 2010


VALE PARAÍSO


Hei de voar
Neste vale...

Já que minhas asas
Estão protegidas
E são águias descendo
Dos céus numa manhã convertida


Hei de voar
A cada instante...

Já que o voo [é transitório]
E o caminho é pulsante


Hei de voar
Nas noites tardias

Já que as estrelas
São papoulas - lírios brancos
E têm sabor de melancia.

ALBERT ARAÚJO
20-04-10

Nenhum comentário:

Postar um comentário