17 de outubro de 2021

FESTIVIDADE DE SÃO JUDAS TADEU EM ICARAÍ – NITERÓI-RJ DE 18 DE OUTUBRO A 27 DE OUTUBRO DE 2021





INÍCIO DIA 18 DE OUTUBRO DE 2021 - SEGUNDA-FEIRA

7º ANIVERSÁRIO DA DEDICAÇÃO DA IGREJA E CONSAGRAÇÃO DO ALTAR

A partir do ano de 2014, o dia 18 de outubro abre oficialmente as festividades do Padroeiro, São Judas Tadeu, em nossa Paróquia.

19 DE OUTUBRO DE 2021 - TERÇA-FEIRA  = 1º DIA DA NOVENA

COM SÃO JUDAS, REASSUMINDO A VIDA

Pregador: Pe. Marcos André Rocha Gameiro

Missa às 18h – Tema do dia

TEMPOS DIFÍCEIS REQUEREM HOMENS E MULHERES NOVOS.

Após a Missa

Terço de São José – Especial

 

 

20 DE OUTUBRO DE 2021 - QUARTA-FEIRA

2º DIA DA NOVENA

COM SÃO JUDAS, REASSUMINDO A VIDA

Pregador: Pe. Marcos André Rocha Gameiro

Missa às 18h – Tema do dia

“SEPARADOS” PARA SERVIR.

Após a Missa

Apresentação musical – Ghislaine Cantini

 

 

21 DE OUTUBRO DE 2021 - QUINTA-FEIRA

3º DIA DA NOVENA

COM SÃO JUDAS, REASSUMINDO A VIDA

Pregador: Pe. Marcos André Rocha Gameiro

Missa às 18h – Tema do dia

EVANGELIZAR É PRECISO.

Após a Missa-Adoração

 

 

22 DE OUTUBRO DE 2021 - SEXTA-FEIRA

4º DIA DA NOVENA

COM SÃO JUDAS, REASSUMINDO A VIDA

Pregador: Pe. Marcos André Rocha Gameiro

Missa às 18h – Tema do dia

AGIR NA HISTÓRIA, CONSTRUIR A VIDA.

Após a Missa - Noite Carismática

 

 

23 DE OUTUBRO DE 2021 - SÁBADO

5º DIA DA NOVENA

COM SÃO JUDAS, REASSUMINDO A VIDA

Pregador: Pe. Marcos André Rocha Gameiro

Missa às 18h – Tema do dia

FECUNDOS NA FÉ.

Após a Missa - Noite Carismática

 

 

24 DE OUTUBRO DE 2021 - DOMINGO

6º DIA DA NOVENA

COM SÃO JUDAS, REASSUMINDO A VIDA

Pregador: Pe. Marcos André Rocha Gameiro

Missa às 19h – Tema do dia

SENSÍVEIS ÀS NECESSIDADES DOS IRMÃOS.

Após a Missa das 17h - Festa do Tadeuzinho

 

25 DE OUTUBRO DE 2021 - SEGUNDA-FEIRA

7º DIA DA NOVENA

COM SÃO JUDAS, REASSUMINDO A VIDA

Pregador: Pe. Marcos André Rocha Gameiro

Missa às 18h – Tema do dia

FIÉS AO AMOR, AMADOS POR ELE.

Após a Missa - Louvor.

 

26 DE OUTUBRO DE 2021 - TERÇA-FEIRA

8º DIA DA NOVENA

COM SÃO JUDAS, REASSUMINDO A VIDA

Pregador: Pe. Marcos André Rocha Gameiro

Missa às 18h – Tema do dia

TESTEMUNHO REAL – SEM PERFIL “FAKE“.

Após a Missa - Terço Mariano.

 

27 DE OUTUBRO DE 2021 - QUARTA-FEIRA

9º DIA DA NOVENA

COM SÃO JUDAS, REASSUMINDO A VIDA

Pregador: Pe. Marcos André Rocha Gameiro

Missa às 18h – Tema do dia

À SEMELHANÇA DO SENHOR: O AMOR VISÍVEL EM NÓS.





4 de outubro de 2021

NÓS DOIS - TADEU FRANCO

 




NÓS DOIS – TADEU FRANCO

 

E nós que nem sabemos quanto nos queremos

Que nem sabemos tudo que queremos

Como é difícil o desejo de amar

 

Você que nem me soube quanto eu quis

Que não coube, não me viu raiz

Nascendo, crescendo nos terrenos seus

 

Eu da janela olhando a lua, perguntando a lua

Onde você foi amar?

 

E nós que nem soubemos nos querer de vez

Estamos sós, laçados em dois nós

Um que é meu beijo o outro é o lábio seu

 

Não sei sair cantando sem contar você

Que eu sei cantar, mas conto com você

Que eu vou seguir, mas vou seguir você

 

Queria que assim sabendo se a gente se quer

Queria me rimar no seu colo mulher

Vencer a vida donde ela vier

 

Ganhar seu

Chegar no chegar meu

Dar de mim o homem que é seu


EM 03 DE OUTUBRO CELEBRAMOS SÃO FRANCISCO, O MENSAGEIRO DA PAZ DIVINA

 




EM 03 DE OUTUBRO CELEBRAMOS SÃO FRANCISCO, O MENSAGEIRO DA PAZ DIVINA

 

Conhecido, sobretudo pelo seu amor e por sua devoção a toda a Criação Divina, estimado o protetor dos animais. São Francisco de Assis é considerado por muitos a maior figura do Cristianismo desde Jesus. Ele nos deixou belas orações e ensinamentos, que expressam em suas frases, acima de tudo, a pureza do coração e o caminho da espiritualidade.

 

FRASES DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS

 

“Que o Senhor volte os olhos para ti e te dê tua paz.”

“Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras.”

“A cortesia é irmã da caridade, que apaga o ódio e fomenta o amor.”

“Ninguém é suficientemente perfeito que não possa aprender com o outro; e ninguém é totalmente destituído de valores que não possa ensinar algo ao seu irmão.”

“Não vos esforceis pelas honras do mundo, mas honrai o Senhor.”

“Todos os seres são iguais, pela sua origem, seus direitos naturais e divinos e seu objetivo final.”

“Onde há amor e sabedoria, não há temor e nem ignorância.”

“Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, em breve estarás fazendo o impossível.”

“Onde a pobreza se une à alegria, não há cobiça nem avareza.”

“Louvado sejas, meu Senhor, pelos que perdoam pelo Teu amor e suportam as enfermidades e tribulações.“

“Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.”

 

 

 

Giovanni di Pietro di Bernardone, mais conhecido como São Francisco de Assis nasceu em Assis, 1181 ou 1182 faleceu em 3 de outubro de 1226, foi um frade católico nascido na atual Itália. Depois de uma juventude irrequieta e mundana, voltou-se para uma vida religiosa de completa pobreza, fundando a ordem mendicante dos Frades Menores, mais conhecidos como Franciscanos, que renovaram o Catolicismo de seu tempo. Onde morreu aos 44 anos, em 1226. Pertencente à burguesia, seu pai era um rico comerciante e sua juventude, portanto, transcorria em meio a festividades e a algazarras. Mas esses seus hábitos mudaram repentinamente, depois de ter sido tocado pela presença divina. Foi a partir daí, então, que começou a mostrar interesse e preocupação pelos pobres e pelos necessitados. Em seguida, começou também a demonstrar o seu infinito amor por todos os animais e por todas as criações da natureza, chamando-os de “irmãos”. Abdicando da fortuna de sua família, aos 24 anos renunciou a toda a riqueza. Voltou-se, então, completamente para uma vida religiosa de completa pobreza, fundando a Ordem dos Mendicantes ou Frades Menores, mais conhecidos como Franciscanos. Em uma de suas visões, São Francisco ouviu o Cristo recomendando que sempre que entrassem em casa de alguém o fizessem com a saudação “Que a Paz do Senhor esteja nesta casa”. E por isso ele costumava começar e terminar as suas pregações com a proclamação da paz.

São Francisco teria recomendado a seus seguidores que “Assim como anunciais a paz pela boca, estejais certos de que a paz esteja em vossos corações.”

A saudação que usava frequentemente – “Pax et bonum” (Paz e bem), tornou-se o lema da sua Ordem.

 

O significado essencial da prece, segundo São Francisco, era o de sempre glorificar a Deus e abençoar o mundo pela palavra e pelo trabalho.

A natureza, para ele, era digna de apreço e de admiração por ser uma expressão da divindade onipresente.




1 de agosto de 2021

KARLA JULIA, PARABÉNS E FELIZ ANIVERSÁRIO. HOMENAGEM DO FOCUS PORTAL CULTURAL

 

 


KARLA JULIA, hoje 01 de agosto, o Sol, o céu, as árvores, o vento, os pássaros e tudo o que existe na terra, absolutamente, tudo, é para você! Hoje, é o seu dia, pois você completa mais um ano de vida e a vida é tudo o que você quiser que seja! Feliz aniversário, que você perceba o quanto você merece, porque é muito especial para a família foculista. Alberto Araújo.

 

25 de julho de 2021

COMPOSIÇÃO DE TCHAIKOVSKY - CONCERTO PARA PIANO N°1, 1° MOVIMENTO







O CONCERTO PARA PIANO E ORQUESTRA Nº 1 EM SI BEMOL MENOR, OP. 23, foi escrito pelo compositor Piotr Ilitch Tchaikovski entre novembro de 1874 e fevereiro de 1875, revisto pela primeira vez em 1879 e pela segunda vez em dezembro de 1888. A versão original teve sua estreia em Boston, Estados Unidos da América, dia 25 de outubro de 1875, regida por Benjamin Johnson Lang e com Hans von Bülow no piano. Tchaikovski dedicou seu primeiro concerto para piano a Hans von Bülow. Tchaikovski também escreveu um arranjo para dois pianos em dezembro de 1884, e reviu a obra em dezembro de 1888.



PIOTR ILITCH TCHAIKOVSKI foi um compositor russo do período romântico, cujas obras estão entre as mais populares do repertório clássico. Primeiro compositor russo a conquistar fama internacional, sua carreira foi impulsionada por sua participação como regente convidado em outros países da Europa e nos Estados Unidos. Como reconhecimento, em 1884 foi homenageado pelo imperador Alexandre III e recebeu uma pensão vitalícia.

 

 

ESPECIALMENTE PARA A PIANISTA ELISA FLORES logo após o diálogo:

 

ELISA FLORES DISSE:

Um dos concertos mais belos do romantismo 👏👏👏👏👏

 

ALBERTO ARAÚJO DISSE:

[23:23, 25/07/2021] Alberto Araújo: Sim. Também acho. Sempre gostei dessa composição. Estou sempre ouvindo aqui em meu computador. Amo. Feliz semana a você doce amiga Elisa, dediquei a você essa preciosidade. ALBERTO ARAÚJO.

 

ELISA FLORES DISSE:

[23:27, 25/07/2021] Alberto Araújo: Obrigada meu amigo, que belo presente.

 

ALBERTO ARAÚJO DISSE:

[23:28, 25/07/2021] Alberto Araújo: Pois bem, ELISA, você como especialista em composições clássicas, certamente, amou o boa noite de hoje. Sei de sua trajetória na música, sei de sua afeição aos compositores universais. Grande e talentosa companheira. Alberto Araújo.

 


 

 

 

 

CARTÃO DE ANIVERSÁRIO DE SHIRLEY PARA ALBERTO ARAÚJO




 

YOU TUBE. CLICAR NO LINK

https://youtu.be/sxWtAWb4Y4M

MENSAGEM DA ESPOSA SHIRLEY ARAÚJO

Que o seu dia seja repleto de alegria muito amor em seu  coração. Desça sobre você a Luz Divina do Espírito Santo de Deus iluminando a sua vida. É o que deseja a sua esposa Shirley, para o dia de hoje.  Agradeço a Deus por ter enviado você para ser meu esposo… Beijo grande no sorriso. Shirley. Em 23 de julho de 2021 dia do seu aniversário.












4 de julho de 2021

ATRAVÉS DA HOMENAGEM DE SUA IRMÃ ARALITA ARAÚJO O BLOG ALBERTO ARAÚJO & AMIGOS HOMENAGEIA AO SAUDOSO AMIGO UBIRATAN MENESES DE ARAÚJO (BIRA). ETERNAS SAUDADES.

 




    UBIRATAN MENESES DE ARAÚJO (BIRA)
20 ANOS DO ENCANTAMENTO

03-07-2001 - 03-07-2021



UBIRATAN MENESES DE ARAÚJO conhecido e chamado carinhosamente, por todos os amigos de BIRA. Filho de José Leite de Araújo e Arlene Meneses. Foi um inteligente companheiro de luta por uma educação benéfica para a sociedade luzilandense. Muito admirado por todos tornou-se vereador na cidade de Luzilândia - PI. Seus irmãos: Maria Aralita, Maria de Fátima (Tatá) e o Dirceu Araújo. Família linda e muito feliz. Que tive o privilégio de conhecer e conviver com essa abençoada família por muitos anos. Tenho saudades de todos.


ALBERTO ARAÚJO.


******************************************** 


BOM DIA AMIGOS DE FÉ E LUZ! SAUDADES... JÁ SE PASSARAM 20 ANOS, SEM VOCÊ MEU IRMÃO BIRA ( UBIRATAN )... SAUDADES DO QUE NÓS VIVEMOS... SAUDADES DO TEMPO QUE NÃO VOLTA MAIS... DOS MOMENTOS QUE NÓS ÉRAMOS TÃO FELIZES, COM VOCÊ AO NOSSO LADO. MEU ANJO ETERNO!!!" 

Luto com os lutos que já me doeram. Desalojo-me e me realoco. Não tenho o que perdi. Tenho as cicatrizes que restaram para preencher de coragem o meu prosseguir!" 

Maria Aralita 03 de julho de 2021.

 

******************************

 

Todas as pessoas que passam pelas nossas vidas deixam as suas marcas em ir e vir infinito. As que permanecem… É porque simplesmente, doaram seus corações para entrar em sintonia com as nossas almas. As que se vão… Deixam-nos um grande aprendizado. Não importa que tipo de atitude tiveram, mas com elas aprendemos muito… Com as pessoas que passam pelas nossas vidas aprendemos também a amar e de várias formas… Com amizade, com dedicação, com carinho, com atenção. E dentro do pensamento e coração estão as pequenas coisas, mas de grandes valores ao coração. São presentes para grandes recordações e valores sentimentais… Nas simples coisas que guardamos os momentos de felicidade. Momentos inesquecíveis, os quais as estrelas e a lua foram testemunhas. Recordações que jamais serão apagadas do coração.

ALBERTO ARAÚJO

 












Minha amiga-irmã Maria ARALITA. Minha Nossa Senhora, que homenagem LINDA! Amei ver as fotos do amigo BIRA. (salvei todas para mim). Pessoa maravilhosa. Amigo sincero, que eu adorava conversar com ele, pela sua sabedoria e ensinamentos. Ainda hoje, tenho saudades dele. Foi um amigo muito importante em minha vida. Tivemos muitos momentos felizes e memoráveis. Deus do Céu, conserve sempre o UBIRATAN é um bom lugar, pois em vida foi uma pessoa boa e todas as pessoas boas têm um lugar especial. Muito comovente. Muito obrigado pela lembrança. 

(Ainda guardo com carinho a blusa que me foi ofertada no dia do 7ºdia, no anexo a frente e o verso da blusa) 

Abraços do ALBERTO ARAÚJO.








29 de junho de 2021

EM 29 DE JUNHO CELEBRAMOS SÃO PEDRO O APÓSTOLO DE CRISTO

 



São Pedro ou São Pedro Apóstolo, "Rocha", segundo a interpretação católica e ortodoxa. Petros, em latim: Petrus (Betsaida, Galileia, nasceu no século I a.C. e faleceu em Roma, ca. 67 d.C. Foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, segundo o Novo Testamento e, mais especificamente, os quatro Evangelhos. Historiadores e as Igrejas Católica e Ortodoxa consideram Pedro como o primeiro bispo de Roma e, por isso, o primeiro papa. Ele seria, até hoje segundo o catolicismo, o detentor do mais longo pontificado da história: cerca de trinta e sete anos. Segundo a Bíblia, seu nome original não era Pedro, mas Simão. Aparece ainda uma variante do seu nome original, Simão Pedro, no livro dos Atos dos Apóstolos (Atos 10:18) e na II Epístola de Pedro (II Pedro 1:1).

Antes de se tornar um dos doze discípulos de Cristo, Simão era pescador. Teria nascido em Betsaida e morava em Cafarnaum. Era filho de um homem chamado João ou Jonas e tinha por irmão o também apóstolo André. Simão e André eram "empresários" da pesca e tinham sua própria frota de barcos, em sociedade com Tiago, João e o pai destes, Zebedeu.

Possivelmente Pedro era casado e tinha pelo menos um filho. Sua esposa era de uma família rica e moravam numa casa própria, cuja descrição é muito semelhante a uma vila romana. na cidade "romana" de Cafarnaum.

Segundo o relato em Lucas 5:1-11, no episódio conhecido como "Pesca milagrosa", Pedro teria conhecido Jesus quando este lhe pediu que utilizasse uma das suas barcas, de forma a poder pregar a uma multidão que o queria ouvir. Pedro, que estava a lavar redes com Tiago e João, seus sócios e filhos de Zebedeu, concedeu-lhe o lugar na barca, que foi afastada um pouco da margem.

No final da pregação, Jesus disse a Simão que fosse pescar de novo com as redes em águas mais profundas. Pedro disse-lhe que tentara em vão pescar durante toda a noite e nada conseguira mas, em atenção ao seu pedido, fá-lo-ia. O resultado foi uma pescaria de tal monta que as redes iam rebentando, sendo necessária a ajuda da barca dos seus dois sócios, que também quase se afundava puxando os peixes. Numa atitude de humildade e espanto Pedro prostrou-se perante Jesus e disse para que se afastasse dele, já que era um pecador. Jesus encorajou-o, então, a segui-lo, dizendo que o tornaria "pescador de homens".

Nos evangelhos sinóticos, o nome de Pedro sempre encabeça a lista dos discípulos de Jesus, o que na interpretação da Igreja Católica Romana deixa transparecer um lugar de primazia sobre o Colégio Apostólico. Não se descarta que Pedro, assim como seu irmão André, antes de seguir Jesus, tenha sido discípulo de João Batista.

No Evangelho de João (João 1:42), Cristo muda seu nome para כיפא, Kepha (Cefas em português), que em aramaico significa "pedra", "rocha", nome este que foi traduzido para o grego como Πέτρος, Petros, "Rocha" segundo a interpretação católica, fragmento (de pedra), "pedrinha" segundo a interpretação de alguns protestantes, a qual sustenta que a palavra grega que significa "rocha", "pedra" é πέτρα, petra e que, posteriormente, passou para o latim como Petrus. Ocorre que o aramaico de "fragmento de pedra" ou "pedrinha" é a palavra evna e não kepha, sendo esta última a mencionada nas escrituras e traduzida para o grego Petros, que realmente significa "Rocha".

Na interpretação da Igreja Católica a razão para Jesus ter mudado o nome do apóstolo, bem como seu significado na citação bíblica «Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja; e as portas do Hades não prevalecerão contra ela.» (Mateus 16:18), a chamada Confissão de Pedro, Jesus estava comparando Simão a uma rocha. Desta forma, Cristo seria o fundador da Igreja Católica, do grego "katholikos" que significa para todos ou universal, sendo-lhe concedido, por este motivo, o título de "Príncipe dos Apóstolos" pela Igreja Católica. Esse título é um tanto tardio, visto que tal designação só começaria a ser usada após a sua morte cerca de um século mais tarde, suplementando o de Patriarca.

Em contrapartida, todos os escritos dos Pais da Igreja Primitiva sobre o tema, bem como aqueles dos eruditos católicos, entre os quais se destacam o sacerdote jesuíta Leonel Franca e o teólogo Scott Hahn, asseguram que, em grego koiné do século I, as palavras petros e petra seriam sinônimos, referindo-se assim, ao vocábulo rocha. Em suma, a Confissão de Pedro e sua mudança de nome por Jesus Cristo lhe concediam um papel proeminente na Igreja, principalmente em sua missão de "fortalecer os irmãos" (Lucas 22:32). Estes autores sustentam ainda que, embora a língua difundida no Império Romano nos tempos de Jesus e dos apóstolos fosse o grego koiné, devido à influência helênica na região desde mais de dois séculos antes de Cristo, os judeus do século I falavam principalmente o aramaico, mesma língua em que teria sido escrito originalmente o próprio Evangelho de Mateus. Em aramaico a palavra para fragmento (de pedra) "ou pedrinha" seria a palavra evna e não kepha. Logo. o mais provável é que o a palavra Kephas ou "Cefas", que é transcrita cerca de oito vezes no Novo Testamento ou se encontra traduzida para o grego Petros nos Evangelhos, Atos dos Apóstolos e escritos paulinos, realmente signifique rocha e diga respeito à pessoa de Pedro.





 



FONTE:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_(ap%C3%B3stolo)

 

27 de junho de 2021

EM 27 DE JUNHO CELEBRAMOS NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO



NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO é um título conferido a Maria, mãe de Jesus, representada em um ícone de estilo bizantino. Na Igreja Ortodoxa é conhecida como Mãe de Deus da Paixão, ou ainda, a Virgem da Paixão.

O ícone célebre é venerado desde 1865 em Roma, na Igreja de Santo Afonso de Ligório no Esquilino, dos redentoristas, na Via Merulana. Tendo vindo da ilha de Creta e estado antes na Igreja de San Matteo in Merulana, igualmente em Roma, onde tinha sido solenemente entronizado no ano de 1499, e do qual se contam muitos milagres e histórias.

A tipologia da Mãe de Deus da Paixão está presente no repertório da pintura bizantina desde, no mínimo, o século XII, apesar de rara. No século XV, esta composição que prefigura a paixão de Jesus, é difundida em um grande número de ícones.

Andreas Ritzos, pintor grego do século XV, realizou as mais belas pinturas neste tema. Por esta razão, muitos lhe atribuem este tipo iconográfico. Na verdade a tipologia é bizantina, e quase acadêmica a execução do rígido panejamento das vestes; mas é certamente novo o movimento oposto e assustado do menino, de cujo pé lhe cai a sandália, e ainda a comovente ternura do rosto da mãe.



O ícone é uma variante do tipo Hodegétria cuja representação clássica é Maria em posição frontal, num braço ela porta Jesus que abençoa e, com o outro, o aponta para quem, olha para o quadro, aludindo no gesto à frase “é ele o caminho”.

Na representação da Virgem da Paixão, os arcanjos Gabriel (manto lilás) e Miguel (manto verde), na parte superior, de um lado e do outro de Maria, apresentam os instrumentos da paixão. Um dos arcanjos segura a cruz e os cravos que perfuraram os pés e as mãos de Jesus e o outro a lança e a cana com uma esponja na ponta ensopada de vinagre e bile (João 19:29).

 

Ao ver estes instrumentos, o menino se assusta e agarra-se à mãe, enquanto uma sandália lhe cai do pé.

Sobre as figuras no retrato, estão algumas letras gregas. As letras “IC XC” são a abreviatura do nome “Jesus Cristo” e “MP ØY” são a abreviatura de “Mãe de Deus”. As letras que estão abaixo dos arcanjos correspondem à abreviatura de seus nomes.

NOMES ATRIBUÍDOS À TIPOLOGIA DO ÍCONE

Virgem da Paixão, Madona de Ouro, Mãe dos Missionários Redentoristas, Mãe dos Lares Católicos. O mais difundido no ocidente é Mãe do Perpétuo Socorro.



DEVOÇÃO POPULAR

Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - São João da Boa Vista-SP

O ícone da Mãe de Deus da Paixão é muito difundido no Oriente Bizantino. Exemplares desta representação encontram-se nos museus de Atenas, Moscou, Creta, São Petersburgo e no Instituto Helênico de Estudos Bizantinos e Pós-bizantinos de Veneza.

A devoção no Ocidente à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro deve-se principalmente a ação da Congregação do Santíssimo Redentor, conhecidos como redentoristas, a quem o Papa Pio IX confiou os cuidados do ícone original.

A devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro começou a ser propagada a partir de 1870 e espalhou-se por todo o mundo. Trata-se de uma pintura do século XIII, de estilo bizantino. Segundo a tradição, foi trazida de Creta, Grécia, por um negociante. E, desde 1499, foi honrada na Igreja de São Mateus in Merulana.

Em 1812, o velho Santuário foi demolido. O quadro foi colocado, então, num oratório dos padres agostinianos. Em 1866, os redentoristas obtiveram de Pio IX o quadro da imagem milagrosa. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi colocada na Igreja de Santo Afonso, em Roma. De semblante grave e melancólico, Nossa Senhora traz no braço esquerdo o Menino Jesus, ao qual o Arcanjo Gabriel apresenta quatro cravos e uma cruz. Ela é a senhora da morte e a rainha da vida, o socorro seguro e certo dos que a invocam com amor filial.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

 





 

FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Perp%C3%A9tuo_Socorro


18 de junho de 2021

Minha Essência - Thiago Brado


 

MINHA ESSÊNCIA - THIAGO BRADO. AMO DEMAIS ESSA MÚSICA, INDEPENDENTEMENTE, DE RELIGIÃO. O QUE VALE É O QUE DIZ A COMPOSIÇÃO, SOBRE O QUE SOMOS DIANTE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

 

Música: Minha Essência

Inspiração: Leitura de LC 7, 36-50

Artista: Thiago Brado

Produção: Studio 604 / Nodinha Produções

 

♫♪

Vim até aqui

Derramar o meu passado em Ti

Vim banhar os pés que andaram por aí

Sem carinho receber

 

Hoje estou aqui

Não porque mereço, eu sei

Pois Tu sabes por onde eu andei

Conheces bem o meu perfume

 

Mas Tu sabes também

Que o meu choro é sincero, porém,

Não tenho nada a oferecer, meu Senhor

Mas te dou a minha vida

 

É tudo que tenho

Recebe o meu nada

Refaz a morada

Habita em mim

 

Me pega em Teu colo

Me acalma em Teu peito

Sou Teu, sou eleito

E a minha essência é exalar Teu cheiro

 


12 de junho de 2021

EM 12 DE JUNHO CELEBRAMOS O O DIA DOS NAMORADOS, "VALENTINE'S DAY". HOMENAGEM DO BLOG ALBERTO ARAÚJO & AMIGOS.

 


EM 12 DE JUNHO CELEBRAMOS O O DIA DOS NAMORADOS, "VALENTINE'S DAY". HOMENAGEM DO BLOG ALBERTO ARAÚJO & AMIGOS.

 

Em alguns países chamado Dia de São Valentim é uma data especial e comemorativa na qual se celebra a união amorosa entre casais e namorados, em alguns lugares é o dia de demonstrar afeição entre amigos, sendo comum a troca de cartões e presentes com símbolo de coração, tais como as tradicionais caixas de bombons. Em Portugal e em Angola, assim como em muitos outros países, comemora-se no dia 14 de Fevereiro. No Brasil a data é comemorada no dia 12 de junho, véspera do dia de Santo António de Lisboa, conhecido pela fama de "Santo Casamenteiro".

Dia de São Valentim cai num dia festivo de dois mártires cristãos diferentes, de nome Valentim (padre de Roma condenado à pena capital no século III). Mas os costumes relacionados com este dia provavelmente vêm de um antigo festival romano chamado Lupercália, que se realizava todo dia 14 de fevereiro. A festa celebrava a fertilidade homenageando Juno (Deusa da mulher e casamento) e Pan (Deus da natureza) Também marcava o início oficial da primavera.

HISTÓRIA

A história do Dia de São Valentim remonta a um obscuro dia de jejum tido em homenagem a São Valentim. A associação com o amor e romantismo chega depois do final da Idade Média, durante o qual o conceito de amor romântico foi formulado.

O bispo Valentim lutou contra as ordens do imperador Cláudio II, que havia proibido o casamento durante as guerras acreditando que os solteiros eram melhores combatentes.

Continuou celebrando casamentos, apesar da proibição do imperador. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens lhe enviavam flores e bilhetes dizendo que ainda acreditavam no amor. Enquanto aguardava na prisão o cumprimento da sua sentença, ele se apaixonou pela filha cega de um carcereiro e, milagrosamente, devolveu-lhe a visão. Antes da execução, Valentim escreveu uma mensagem de adeus para ela, na qual assinava como “Seu Namorado” ou “De seu Valentim”.

Considerado mártir pela Igreja Católica, a data de sua morte em 14 de fevereiro, também marca a véspera de lupercais, festa anual celebrada na Roma antiga em honra a deusa Juno e ao deus Pan. Um dos rituais desse festival era a passeata da fertilidade, em que os sacerdotes caminhavam pela cidade batendo em todas as mulheres com correias de couro de cabra para assegurar a fecundidade.

Outra versão diz que no século XVII, ingleses e franceses passaram a celebrar são Valentim como a união do Dia dos Namorados. A data foi adotada um século depois nos Estados Unidos, tornando-se o Saint Valentine's Day. E na Idade Média, dizia-se que o dia 14 de fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros. Por isso, os namorados da Idade Média usavam esta ocasião para deixar mensagens de amor na soleira da porta do(a) amado(a). Na sua forma moderna, a tradição surgiu em 1840, nos Estados Unidos, depois que Esther Howland vendeu US$ 5 000 em cartões do Dia dos Namorados, uma quantia elevada na época. Desde aí, a tradição de enviar cartões continuou crescendo, e no século XX se espalhou por todo o mundo.

Atualmente, o dia é principalmente associado à troca mútua de recados de amor em forma de objetos simbólicos. Símbolos modernos incluem a silhueta de um coração e a figura de um Cupido com asas. Iniciada no século XIX, a prática de recados manuscritos deu lugar à troca de cartões de felicitação produzidos em massa.

O dia de São Valentim era até há algumas décadas uma festa comemorada principalmente em países anglo-saxões, mas ao longo do século XX o hábito estendeu-se a muitos outros países.

 





5 de junho de 2021

NOSSA SENHORA E A COMUNHÃO DE CRISTO

 




A DEVOÇÃO A VIRGEM MARIA ANTES DA COMUNHÃO

 

A preparação para a comunhão começa antes mesmo da celebração da Santa Missa, ou da Palavra com comunhão, com o jejum eucarístico de pelo menos de uma hora antes – que tem como finalidade não somente de abster-nos de comida e de bebida, mas principalmente de despertar em nós “fome” e “sede” de Deus – e a busca do silêncio e do recolhimento interior. Além disso, as práticas seguintes, ensinadas por São Luís Maria para antes da comunhão, podem ser feitas durante a celebração, mas é muito salutar se forem vividas antes, ainda que num breve momento de meditação e oração. De qualquer forma, nesta preparação para a comunhão, devemos:

1º – Humilhar-nos profundamente diante de Deus;

2º – Renunciar ao nosso fundo mau, todo corrompido, e às nossas más disposições, embora o nosso amor próprio as faça parecer boas;

3º – Renovar a nossa consagração dizendo: “’Todo Vosso sou, ó querida Mãe, e tudo o que tenho é Vosso!‘ (Tuus totus ego sum, et omnia mea tua sunt!)”;

4º – Suplicar a Virgem Maria que nos empreste o seu Coração de Mãe, para nele receber seu Filho com as disposições dela. Pois, a glória de seu Filho exige que não seja recebido num coração tão manchado e tão inconstante como o nosso. Se recebermos o Senhor em nosso coração, este não demorará em fazer-nos perdê-Lo, ou em privar-nos da Sua glória. Mas, se Nossa Senhora quiser vir habitar em nosso coração para receber seu Filho, poderá fazê-lo pelo domínio que tem sobre os corações. Dessa forma, seu Filho será bem recebido, sem mancha nem perigo de ser ultrajado ou perdido. Então, digamos confiantemente a Mãe de Deus que tudo o que lhe oferecemos dos nossos bens é bem pouca coisa para honrá-la. Por isso, desejamos dar-lhe, pela santa comunhão, o mesmo presente que o Pai Eterno lhe deu: seu Filho Jesus Cristo. Deste modo, a Virgem Maria será mais honrada do que se lhe oferecêssemos todos os bens do mundo. Podemos dizer a Virgem de Nazaré que seu Filho Jesus a ama muito particularmente, e que ainda quer ter nela as suas alegrias e o seu repouso, mesmo que agora seja em nossa alma, mais suja e pobre que o estábulo, onde Jesus não pôs dificuldades em vir, porque ela lá estava. Enfim, peçamos a Nossa Senhora o seu Coração, com estas ternas palavras: “Tomo-Vos como toda a minha riqueza. Dai-me o Vosso Coração, ó Maria!”.

SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT, ensina como os consagrados a Nossa Senhora devem participar da comunhão eucarística, no final do seu extraordinário livro “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”. Apesar de este ser o último tema do Livro, não é o menos importante. Ao contrário, o grande Santo nos fala da comunhão separadamente das práticas interiores e exteriores justamente por causa da sua importância na santa escravidão a Jesus Cristo pelas mãos da Virgem Maria. Podemos dizer que esta última parte do Tratado é um coroamento da devoção que São Luís Maria nos ensinou. Não poderia ser diferente, pois participar bem da Santa Missa, principalmente da comunhão, recebendo o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo devotamente, em estado de graça e com um coração bem disposto, faz toda a diferença para o crescimento na vida espiritual.



















3 de junho de 2021

A SOLENIDADE DE CORPUS CHRISTI OU CORPUS DOMINI

 


A SOLENIDADE DE CORPUS CHRISTI OU CORPUS DOMINI expressão latina que significa Corpo de Cristo ou Corpo do Senhor, e generalizada em Portugal como Corpo de Deus, é uma comemoração litúrgica das igrejas Católica Ortodoxa, Católica Apostólica Romana e Anglicana (esta última, até 1548) que ocorre na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes.

CORPUS CHRISTI é celebrado 60 dias após a Páscoa, podendo cair, assim, entre as datas de 21 de maio e 24 de junho.

É uma Festa de Guarda, em que a participação da Santa Missa é obrigatória, na forma estabelecida pela conferência episcopal do país respectivo. Para os católicos apostólicos romanos, a procissão pelas vias públicas atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico (cânone 944), que determina ao bispo diocesano que a providencie «para testemunhar publicamente a adoração e a veneração para com a Santíssima Eucaristia, principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo».

HISTÓRIA

A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XIII. O papa Urbano IV, na época o cônego Tiago Pantaleão de Troyes, arcediago do Cabido Diocesano de Liège, na Bélgica, teria recebido o segredo da freira agostiniana Juliana de Mont Cornillon, que alegava ter tido visões de Cristo demonstrando desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque. Por volta de 1264, em Bolsena, cidade próxima a Orvieto (onde o já então papa Urbano IV tinha sua corte), teria ocorrido o episódio chamado de Milagre de Bolsena, em que um sacerdote celebrante da Santa Missa, no momento de partir a Sagrada Hóstia, teria visto sair dela sangue, que empapou o corporal (pano onde se apoiam o cálice e a patena durante a Missa). O papa determinou que os objetos milagrosos fossem trazidos para Orvieto em grande procissão em 19 de junho de 1264, sendo recebidos solenemente por Sua Santidade e levados para a Catedral de Santa Prisca. Esta foi a primeira procissão do Corporal Eucarístico de que se tem notícia. A festa de Corpus Christi foi oficialmente instituída por Urbano IV com a publicação da bula Transiturus em 8 de setembro de 1264, para ser celebrada na quinta-feira depois da oitava de Pentecostes.

Para um maior esplendor da solenidade, desejava Urbano IV um Ofício para ser cantado durante a celebração. O Ofício escolhido foi composto por São Tomás de Aquino, cujo título era Lauda Sion (Louva Sião). Este cântico permanece até a atualidade nas celebrações de Corpus Christi.

O decreto de Urbano IV teve pouca repercussão, porque o papa morreu em seguida, menos de um mês depois da publicação da bula Transiturus. Mas se propagou por algumas igrejas, como na diocese de Colônia, na Alemanha, onde Corpus Christi é celebrada desde antes de 1270. A procissão surgiu em Colônia e difundiu-se primeiro na Alemanha, depois na França e na Itália. Em Roma, é encontrada desde 1350.

A Eucaristia é um dos sete sacramentos e foi instituído na Última Ceia, quando Jesus disse: "Este é o Meu corpo... isto é o Meu sangue... fazei isto em memória de mim". Segundo Santo Agostinho, é um memorial de imenso benefício para os fiéis, deixado nas formas visíveis do pão e do vinho. Porque a Eucaristia foi celebrada pela primeira vez na Quinta-Feira Santa, Corpus Christi se celebra sempre numa quinta-feira após o vinho sangue de Jesus Cristo, em toda Santa Missa, mesmo que esta transformação da matéria não seja visível.

No Brasil. No Brasil é um feriado facultativo comemorado pela religião Católica.

Em muitas cidades portuguesas e brasileiras, é costume ornamentar as ruas por onde passa a procissão com tapetes de colorido vivo e desenhos de inspiração religiosa, costume este, iniciado pela Irmandade do Santíssimo Sacramento. Esta festividade de longa data se constitui uma tradição no Brasil, principalmente nas "cidades históricas", que se revestem de práticas antigas e tradicionais e que são embelezadas com decorações de acordo com costumes locais.

Em Pirenópolis, Goiás tal celebração ocorre desde o século XVIII, quando foi criada a Venerável Irmandade do Santíssimo Sacramento da Matriz, que até hoje realiza as festividades, criando junto a comunidade a tradição dos tapetes de serragem colorida e flores do cerrado, cobrindo as ruas por onde passa a procissão de Corpus Christi realizada sempre ao amanhecer. Também enfeitam-se altares para a adoração do Santíssimo Sacramento, onde na ocasião é entoado o cântico latino Tantum Ergo Sacramentum composto no início do século XX por Eugênio Leal da Costa Campos para ser executado pelo Coro e Orquestra Nossa Senhora do Rosário. É também neste dia que o Imperador do Divino recebe a coroa para a realização da Festa do Divino de Pirenópolis, do ano seguinte. Em 2019, a celebração foi declarada Patrimônio cultural imaterial do município.

Em Castelo, no estado do Espírito Santo, no Brasil, as ruas são decoradas com enormes tapetes coloridos formados por flores, serragem colorida, grãos, mármore e granito, além de material reutilizado. Seus temas refletem pensamentos atuais, como a preservação do meio ambiente ou o abuso da mulher, muitas vezes com perguntas retóricas que levam o expectador a pensar e se questionar. No dia da festa a cidade chega a receber mais de 100 mil habitantes, movimentando sua economia e demonstrando o grande ato de fé cristã.

O município de Matão, em São Paulo, no Brasil, é famoso por seus tapetes coloridos feitos de vidro moído, dolomitas, serragem e flores que formam uma cruz que se estende por 12 quarteirões no centro da cidade onde passa a procissão da eucaristia, um espetáculo que reúne fé, tradição, arte e beleza. No ano de 2011, Matão realizou a 63ª edição do Corpus Christi, onde mais de 70 toneladas de materiais foram usados para compor os desenhos. A expectativa dos organizadores é que o evento atrairia um público total de 80 mil pessoas. A praça de alimentação do evento fica por conta das entidades filantrópicas da cidade.

A cidade de Mariana, em Minas Gerais, no Brasil, comemora a festa de Corpus Christi enfeitando as ruas com tapetes de serragem e pinturas. No município de Coronel Fabriciano, os fiéis realizam a montagem dos tapetes de serragem que marcam o percurso da procissão nas ruas da região central da cidade, saindo da cocatedral de São Sebastião. Tal manifestação mantém rituais originados na década de 1940 pela Paróquia São Sebastião e foi tombada como patrimônio cultural da cidade.

PROCISSÃO DE CORPUS CHRISTI EM FARIA LEMOS, DA PARÓQUIA DE SÃO MATEUS, MINAS GERAIS.

As cidades paulistas de Jaguariúna, Monte Mor, Santo André, Santana de Parnaíba, São Joaquim da Barra, Igarapava-SP, Uberaba-MG, além da baiana Jacobina, também seguem o mesmo estilo, as ruas ao redor da matriz são enfeitadas com serragem, raspa de couro, areias coloridas - tudo o que a criatividade proporciona para este dia santo.

Em Caieiras, a juventude da cidade promove, com sua criatividade, tapetes que se estendem no trajeto da procissão deste solene dia, desde a Igreja Matriz de Santo Antônio até a Igreja de São Francisco de Assis, num trabalho que duram doze horas e que é coroado com a procissão luminosa em torno ao Santíssimo Sacramento.

Em Porto Ferreira, a festa tem como finalidade a partilha, em comunhão com as três paróquias da cidade. Arrecadam-se alimentos que integram os enfeites nas ruas por onde o Santíssimo Sacramento passa e, após a solenidade, são doados a famílias que são assistidas por pastorais, como a Pastoral da Criança e Pastoral da Saúde. Esta iniciativa é realizada desde 2008.

Em Borborema, em São Paulo, no Brasil, as ruas são decoradas com enxovais, bordados e artesanatos, produzidos pelas mais de 50 lojas e fábricas da cidade. Após a procissão, tudo é vendido e a renda revertida ao Lar de Idosos São Sebastião.

Em Ibitinga (SP), fiéis da cidade, conhecida como a 'Capital Nacional do Bordado', preparam tapetes feitos de tecidos bordados. Eles são colocados no espaço de 10 quarteirões na região da Igreja Matriz, por onde passa a procissão. O evento é realizado há mais de 35 anos na cidade e em média 50 mil pessoas prestigiam a festa a cada ano. Todos os anos a população doa produtos, como roupas de cama, mesa e banho, que são bordados pelas bordadeiras da cidade. Além disso, muitos voluntários ajudam na montagem dos tapetes.

Em Vera Cruz (São Paulo), é tradição os tapetes de terra e serragem colorida. Desde 1937 a paróquia Sagrado Coração de Jesus organiza a decoração que cobre as ruas do centro da cidade, sendo um dos maiores tapetes do gênero no país, com mais de 700 metros de percurso e chegando a 30 metros de largura em alguns trechos.

Em Cabo Frio (Rio de Janeiro), a principal avenida da cidade é decorada com tapetes feitos de sal, colorido com tintas especiais. Esse processo é acompanhado de perto pela igreja matriz Nossa Senhora de Assunção e, além de ser uma grande festividade religiosa, atrai os olhares de moradores e turistas de toda a região.

Em Portugal

Em Portugal tradicionalmente é dia feriado. Em 2013, 2014 e 2015, o feriado foi retirado, mas regressou em 2016.

Neste dia, em todas as 20 dioceses de Portugal fazem-se solenes procissões a partir da igreja catedral, tal como em muitas outras localidades, que são muito concorridas. Estas procissões atingem o seu esplendor máximo em Braga, Porto e Lisboa.

Ordenada por dom Dinis, a festa do Corpus Christi começou a ser celebrada em 1282, embora haja referências à sua comemoração desde os tempos de dom Afonso III. Em Portugal, a festa era antigamente celebrada com danças, folias e procissões em que o sagrado e o profano se misturavam. Representantes de várias profissões, carros alegóricos, diabos, a serpe, a coca, gigantones, ao som de gaitas de foles e outros instrumentos, desfilavam pelas ruas. Das danças dos ofícios, em Penafiel, ainda se celebram o baile dos ferreiros, o baile dos pedreiros e o baile das floreiras. Esta celebração tem uma conotação muito forte no Minho, particularmente em Monção e em Ponte de Lima. Em Ponte de Lima, a tradição d´O Corpo de Deus perdura já há vários séculos.

 

FONTE:  https://pt.wikipedia.org/wiki/Corpus_Christi